Publicidade

MP4/19

Desde 2000, a McLaren enfrentava problemas, a cada início de temporada, para começar o campeonato com um carro novo. Em 2000, o MP4-15 foi apresentado 42 dias antes da abertura do campeonato. Em 2001, a equipe também vivia momentos de dificuldades pouco antes da corrida da Austrália.

Em 2002, as coisas começaram a melhorar e a McLaren tinha o MP4-17, um carro confiável, embora não muito não veloz. Para 2003, a equipe passou quase todo o tempo preparando o MP4-18, mas terminou o campeonato com o MP4-17D, uma versão melhorada do modelo anterior.

O MP4-18 nem chegou a ir para a pista e acabou servindo apenas de base para o MP4-19, por não ter passado nos três testes de resistência, dentre outros problemas.

Adrian Newey, engenheiro responsável, reviu o projeto, resultando no MP4/19, que, nos pontos essenciais, era praticamente o mesmo, apenas com algumas modificações no nariz e na traseira, com dois elementos horizontais, além da deslocação da saída do radiador e do escapamento.

O MP4-19 foi o primeiro carro projetado de acordo com os novos regulamnentos da F1 e também preparado para correr com um só motor durante todo o fim de semana de GP.

Nos primeiros três dias de testes em Barcelona, no começo de outubro de 2003, o novo modelo, pilotado por David Coulthard, bateu o recorde da pista, com 1m10s021, seis centésimos menos do que a marca anterior.

O carro mostrou ser rapido, mas também, apresentou problemas hidráulicos e uma dificuldade inesperada: o tamanho do cockpit. Ele era apertado e causava dores no corpo do piloto. Alexander Würz não pode testar o carro porque não cabia nele. O finlandês Kimi Raikkonen completou apenas 32 voltas em Jerez, no primeiro dia  de testes, porque sentiu dores no joelho e nas costas. Coulthard também teria interrompido os treinos por causa de uma lesão.

Pedro de la Rosa, piloto de testes, ficou entusiasmado com o potencial do carro depois de quebrar recordes nos treinos.  Ele disse que o carro era rápido, muito mais rápido do que o anterior: “Nos últimos anos, nosso carro foi competitivo, mas o novo é um grande passo à frente.”

O MP4-19 tinha chassis de fibra de carbono, com estruturas frontal e lateral anti-impacto e segurança integral do tanque de combustível; sistema eletrônico de controle para o chassi, motor e coleta de dados.