Juan Manuel Fangio

Senna foi o único que alguma vez me pediu um conselho