Publicidade

Estoril

  • Nome oficial: Autódromo Fernanda Pires da Silva
  • Endereço: Estrada Nacional nº 9, km 6, Alcabideche, 2765 Estoril PORTUGAL
  • Extensão: 4.360 metros
  • Número de voltas: 71
  • Curvas: 12
  • Sentido: horário
  • Recorde em treino: David Coulthard (Williams-Renault), 1min20s537 (média de 194,891 km/h), em 95
  • Recorde em corrida: David Coulthard (Williams-Renault), 1min22s446 (média de 190,379 km/h), em 94
  • Primeiro GP de F-1: 1984, vencido por Alain Prost

História e características

a pista já foi bem mais rápida, até 93, ano em que os recordes foram estabelecidos por Damon Hill (Williams-Renault) em treinos (1min11s494, média de 219,039 km/h) e corrida (1min14s859, média de 209,674 km/h). Em 94, porém, o traçado foi modificado por razões de segurança. Uma variante foi construída num trecho rápido, o que não deixou ninguém satisfeito. É uma curva muito fechada e estreita, que acabou reduzindo bem a média de velocidade da pista. O Estoril é um dos circuitos mais usados pelas equipes de F-1 para testes, especialmente no inverno, quando a temperatura e a neve em países como Itália e Inglaterra inviabilizam qualquer atividade automobilística. O autódromo tem um lugar reservado no coração dos torcedores de Ayrton Senna, já que foi em Portugal que ele conseguiu, debaixo de muita chuva, sua primeira vitória na F-1 — em 85, pela Lotus. Os problemas do Estoril são o asfalto muito abrasivo e a curva “Ayrton Senna”, antiga Parabólica, muito longa e que exige demais da musculatura do pescoço dos pilotos. A força G chega a 5 vezes a gravidade naquele trecho. Os boxes são razoáveis e as instalações para imprensa, péssimas. No final de 95, a FIA deu um ultimato aos organizadores do GP de Portugal, que foram obrigados a construir uma nova sala para os jornalistas.