Alain Prost

Senna pilota se acreditando imortal, mas quero dar-lhe um aviso, ninguém é