Publicidade

Will Stevens

Perfil

Nome Williams Stevens
País Inglaterra
Nascimento: 28 de junho de 1991
Local Rochford – Essex
Altura: 1,71
Peso: 63 kg
Estado civil: solteiro
Residência Rochford – Essex
Website willstevens.co.uk

Carreira

Ano

Categoria

Equipe

Corridas

Vitorias

Poles

Voltas

Pódios

Pontos

Posição

2015

 Fórmula 1 Manor

17

0

0

0

0

0

21º

2014

Fórmula 1 Caterham

1

0

0

0

0

0

23º

Renault 3.5 Strakka Racing

17

2

1

0

4

122

2013

Fórmula 1 Marussia

Piloto de testes

Renault 3.5 Strakka Racing

17

0

0

2

5

148

2012

Renault 3.5 Carlin

17

0

0

0

1

59

12º

2011

Renault UK Fortec Motorsport

4

0

1

0

2

76

14º

Renault 2.0Euro

14

1

3

0

4

116

2010

Renault UK Manor Competition

20

1

3

0

7

397

Renault 2.0

2

0

0

0

1

Nc

Renault 2.0 NEC MP Motorsport

3

1

1

0

1

56

17°

2009

Renault 2.0 NEC MP Motorsport

20

0

0

0

1

247

Renault 2.0

4

0

0

0

0

Nc

2008-09

Toyota Racing Giles Motorsport

9

0

1

0

5

591

2008

Renault 2.0 Fortec Motorsport

4

0

0

0

0

54

Júnior FR2.0

4

0

0

1

1

15

História

Will começou a correr de kart aos 11 anos e, ao longo dos anos, ganhou vários títulos da categoria. Em 2004, venceu o campeonato nacional Estrelas de amanhã; em 2005, o Rotax Mini Max, o Super 1 Campeonato Nacional e o campeonato britânico de TCA Júnior; em 2006, o WSK Internacional ICA Júnior; em 2007, o Open Masters italiano e CIK-FIA europeu e campeonato do Pacífico KF2, pela equipe Tony Kart Racing Tema.

Com o sucesso no campeonato do Pacífico, em 2008 Will passou a correr nos monopostos, disputando a série de inverno da Fórmula Júnior FR2.0, em Portugal e série de inverno Michelin, da Fórmula Renault do Reino Unido.  Em 2009, dividiu seu tempo entre a Eurocopa da Fórmula Renault 2.0, o campeonato da Fórmula Renault do Reino Unido, onde foi 7º colocado, e a série Toyota da Nova Zelândia. Em 2010, ele se concentrou na série Michelin da Fórmula Renault do Reino Unido, na qual foi 4º, com duas vitórias, mas também correu na Fórmula Renault 2.0 NEC e Fórmula Renault 2.0 Eurocop. Permaneceu na Renault 2.0 Eurocop em 2011, terminando no 4º lugar, ao mesmo tempo em que disputava o campeonato Fórmula Renault 2.0 do Reino Unido. Em 2012, Will transferiu-se para a Fórmula Renault 3,5, com a equipe Carlin, e foi apenas o 12º colocado no campeonato. Em 2013 continuou na Renault 3.5, mas com a Motorsport, e foi o 4º colocado, com 5 pódios, em 17 corridas. Ainda em 2013, Will Stevens fez sua estreia na Fórmula 1, participando do Test Driver Young em Silverstone, com a Caterham, completando 98 voltas no circuito inglês.

Em 2014, pela equipe Strakka Racing, foi o sexto colocado no campeonato da Renault 3.5, com duas vitórias e 4 pódios.No fim do ano, juntou-se à Marussia, como piloto reserva para o resto da temporada e tinha planos de disputar o Grande Prêmio do Japão. Todavia, não conseguiu registra o contrato a tempo e depois, seu projeto se frustrou com a retirada da equipe do campeonato. No mês seguinte, porém, mediante o pagamento de 500 mil dólares, ele conseguiu um lugar na Caterham para disputar o GP de Abu Dhabi, no qual foi o 17º colocado.

Em 2015, com o “renascimento” da Marussia, sob a administração da Manor, Will Stevens tornou-se piloto titular da equipe, ao lado do espanhol Roberto Merhi.

Stevens não pode participar das duas primeiras corridas do campeonato, por problemas no carro e depois esteve presente em todas as 17 provas restantes, mas não conseguiu marcar nenhum ponto. Terminou o campeonato na 21ª e última colocação, atrás do companheiro de equipe Alexander Rossi, que disputou só cinco provas no final da temporada. Seu melhor resultado foi um 13º lugar, no GP da Inglaterra. Ele superou Roberto Merhi que foi seu companheiro em parte do campeonato por 9 a 4 nas classificações, mas perdeu para Rossi, por 3 a 2 na disputa pelo grid e em 3 de 4 corridas.

Depois do campeonato, o piloto inglês foi derrotado também por Rio Haryanto, da Indonésia, no leilão por uma das vagas na Manor. Além de não atender às exigências da equipe, seu pacote de patrocínio de seis milhões de libras foi vencido pela oferta de 10 milhões do piloto indonésio.

Em fevereiro de 2016, foi anunciado que Stevens iria competir no campeonato de Endurance da Fia, pela Manor Motorsport, equipe formada pelos ex-dirigentes da Manor Racing, John Booth e Graeme Lowdon. No mês seguinte, porém, o piloto decidiu correr na WEC, na Blancpain GT, mas pela W Racing Team, dirigindo um Audi R8 LM.