Piero Taruffi

Nome

Piero Taruffi

Nascimento

12 de outubro de 1906

Local

Albano – Itália

Morte

12 de Janeiro de 1988

Equipes

Alfa Romeo, Ferrari, Mercedes, Maserati, Vanwall

Estreia

GP da Itália de 1950

Última corrida

GP da Itália de 1956

Largadas

18

Pontos

41

Vitória

1

Pódios

5

Voltas+rápidas

1

1ª fila

4

2º lugares

3

3ºs lugares

1

4ªs lugares

2

5ºs lugares

2

Piloto italiano, Piero Taruffi nasceu em Albano em 1906. Foi campeão italiano da categoria 1500 cc em 1947, de F2 em 1949 e da categoria esporte acima de 2000 cc em 1954 e 1956. Bateu alguns recordes pilotando carros construídos por ele mesmo : o Tarf 1 e o Tarf 2.

Taruffi competiu em todo tipo de corrida , nas pistas e nas estradas, mas sua especialidade eram as competições de longa distância como a Mille Miglia, a Targa Florio. Também foi um piloto que passou por várias equipes como Fiat, Bugatti, Alfa Romeo, Maserati, Auto Union, Lancia, Ferrari entre outras.

Em 1930, Taruffi vence a corrida Túnis-Trípoli com uma Alfa Romeo 1750 e chega em segundo lugar na Terano-Civitela  com um carro da Itala. Em 1931, o piloto italiano é convidado por Enzo Ferrari a pilotar um dos seus carros vencendo as duas provas que participou. No ano seguinte, vence a Copa Gran Sasso e a Copa Frigo, chegando em segundo lugar no GP de Roma e nas 24 horas de Spa.

Em 1933, com uma Maserati, Taruffi participa do GP da Itália. Foi nesse GP que Taruffi introduziu o uso do cinto de segurança. A idéia surgiu por causa dos solavancos da curva parabólica de Monza, que impediam que o piloto permanecesse na posição correta. Taruffi foi também um dos primeiros pilotos a usar capacete rígido.

Taruffi sofreu seu primeiro acidente durante as corridas em 1934, no GP de Trípoli. Mas já no ano seguinte, o piloto retorna às pistas e correndo pela Bugatti fica em quinto lugar no GP da Itália, sétimo na Bélgica e terceiro no circuito de Torino.

Antes do início da II Guerra Mundial , Taruffi ainda venceu a Mille Miglia de 1938 e as corridas no circuito de Trípoli em 1939. Depois da guerra começa a trabalhar na pequena e nova Cisitália onde desenvolve uma série de atividades como consultor, técnico, dirigente esportivo e piloto.

Em 1947 foi campeão italiano da categoria Corridas e no ano seguinte vence na sua categoria a Volta da Sícilia, no circuito de Pescara e no GP de Berna. Em 1949 corre pela Ferrari, Cisitália e Maserati, conquistando o segundo título italiano na Fórmula 2. Nesse mesmo ano chega em quarto lugar na Corrida Mexicana . Em 1951, classifica-se em segundo lugar na prova de Fórmula no circuito de Berna e conquista dois recordes internacionais com o Tarf, carro preparado por ele mesmo.

Durante o ano de 1952 Taruffi continua a disputar corridas na F 1 e classifica-se em terceiro lugar no Campeonato Mundial, correndo pela Ferrari. Em 1954, correndo pela Lancia vence a Volta da Sícilia,a Targa Florio, a Catania-Etna e a Copa de Ouro de Siracusa. No ano seguinte Taruffi consegue importantes resultados e, várias provas do Mundial de Piloto correndo com um Mercedes de Fórmula 1. Em 1956 Taruffi conquista mais um vez o título de campeão italiano na categoria esporte até 2 litros com uma Maserati.

Taruffi promete a sua mulher abandonar as pistas assim que vencesse, em 1957, a Mille Miglia. Correndo com uma Ferrari, Piero Taruffi vence a prova e cumpre a promessa feita abandonando as competições