Publicidade

Phil Hill

Nome

Phillip Tolll Hill Jr.

Nacionalidade

Norte-americano

Nascimento

20 de abril de 1927

Local

Miami –  Flórida

Morte

28 de agosto de 2008

Local

Salinas – Califórnia

Carreira

1958/1964 – 1966

Equipes

Maserati, Ferrari, Cooper, Aston Martim, Ford, Shelby, Chaparral

Largadas

48  (51 participações)

1ª corrida

GP da França de 1968

Última corrida

GP da Itália de 1966

Primeira vitória

GP da Itália de 1960

Última vitória

GP da Itália de 1961

Pontos

94

Voltas+rápidas

6

Poles

6

Pódios

16

1º lugar

3

2º lugar

5

3º lugar

8

4º lugar

6

5º lugar

2

6º lugar

2

Primeira fila

9

Voltas na liderança

189

Km na liderança

1716

Phillip (Phil) Hill, nasceu em Miami, nos Estados Unidos, no dia 20 de abril de 1927. Foi vencedor, por três vezes, das 24 Horas de Le Mans e das 12 horas de Sebring, e, em 1961, foi campeão mundial de Fórmula 1.

Começou a correr muito jovem, em carros MG, Jaguar e Alfa Romeo.Em 1952, ao participar da Carrera Panamericana, classificou-se e, sexto lugar, com uma velha Frerari, adquirida por ele.

Em 1954, na última edição da Carrera Panamericana, conquistou o segundo lugar, em parceria com Paul Richard Ginther, atrás da Ferrari da equipe oficial, dirigida por Maglioli. O bom resultado fez com que passasse a integrar a equipe oficial da Ferrari, disputando a categoria esporte, em dupla com pilotos de renome, como Fangio, Musso, Castellotti, Gendebvien, Collins e Hawborn.

Estreou na Fórmula 1 em 1958 e no GP da Itália esteve em segundo lugar quase toda a corrida, mas por ordem do box, cedeu seu posto a Hawborn, que disputava o título mundial. Hill chegou em terceiro lugar. O mesmo se repetiu no GP do Marrocos, quando teve que reduzir seu ritmo para Hawborn chegar em segundo lugar e ganhar o título mundial.

Em 1959, obteve o segundo lugar nos GPs da França e da Itália e o terceiro na Alemanha. E, com Gendebien, foi o vencedor das 12  horas de Sebring. Sua primeira vitória na F1 foi no GP da Itália de 1960. No mesmo ano, em dupla com Allison, ganhou os Mil Quilômetros de Buenos Aires .

Foi campeão da Fórmula 1, em 1961, com vitórias nos GPs da Bélgica  e Itália e boas classificações nos demais. No mesmo ano, pilotando uma Ferrari esporte, venceu em Le Mans  e Sebring. No ano seguinte, também Gendebien, venceu novamente as 24 horas de Le Mans  e os Mil Quilômetros de Nurburbgring.

Com carros ATS, em 1963, teve fracos resultados, o que  o levou a abandonar os monopostos, mas a continuar nas corridas de duração. Em 1964, com Rodrigues, vencer as 24 horas de Daytona, com uma Ferrari. Ao lado de Bonnier, num Chaparral, venceu os Mil Quilômetros de Nurburgring, em 1966, e com Spence .Também num Chaparral, venceu os Mil Quilômetros de Brands Hatch, d e1967.

Ma Fórmula 1, Hill participou de sete temporadas, correndo 48 GPs e obtendo o título mundial, três vitórias em GPs, cinco segundos, oito terceiros, dois quartos e três sextos lugares. Fez seis poles e seis voltas mais rápidas e totalizou 48 pontos.

Depois de abandonar as corridas, na década de 1970, Hill montou uma empresa de restauração de carros, em sociedade com Ken Vaughn, que dirigiu até 1995. El foi também comentarista doo programa Wide World of Sports, da ABC e escreveu artigos sobre testes de e estrada, carros e corridas históricas  para a revista Road &Track. Nos seus últimos anos, dedicou-se à sua coleção de carros antigos, premiados no Pebble Beach Concours d’Elegance.

Hill foi casado com Alma e teve três filhos: Derek, Vanessa e Jennifer. Derek correu na Fórmula 3000 Internacional em 2001, 2002 e 2003, mas foi forçado a deixar as pistas, quando o pai ficou doente, com mal de Parkinson. Em agosto de 2008, depois de viajar a Monterrey para festival de corridas históricas, Hill foi levado para o hospital, em Salinas, onde morreu, por complicações da doença de Parkinson,  no dia 28.