Publicidade

Luiz Pereira Bueno

Luiz Pereira Bueno, nascido a 16 de janeiro de 1937, foi um dos mais completos pilotos do Brasil. Por toda a década de 1960, seu nome foi sinônimo de técnica, coragem e serenidade. No período em que o automobilismo esportivo brasileiro começou a se profissionalizar, Luizinho Pereira Bueno era um dos seus maiores expoentes.

Os irmãos Fittipaldi, José Carlos Pace e a maioria dos pilotos da geração Interlagos aprenderam muito da arte de Luizinho. Piloto da equipe Willys e mais tarde da Hollywood, pela qual corria com potentes Porsches 908, participou de todos os grandes eventos do automobilismo nacional. Antes mesmo de Emerson Fittipaldi ir para a Europa, em 1969, Luiz Pereira Bueno (para o amigos Peroba) já havia estado por lá.

Junto com o piloto Ricardo Aschcar, formou a SMART Stirling Moss Racing Team para competir na Fórmula Ford. Mas o projeto do famoso piloto inglês não vingou e Luizinho retornou ao Brasil.

E, aqui, realizou o seu sonho de correr na Fórmula 1. Foi no dia 30 de março e 1972, no GP do Brasil, em Interlagos, a primeira corrida da categoria no país., Para participar da prova, Luizinho alugou uma March que pertencia a Niki Lauda. Nos treinos de clçassificação, obteve a décima posição no grid de largada. Seguindo os conselhos de Ronnie Petterson, o primeiro piloto da March, fez uma corrida cautelosa, tendo como objetivo terminar a prova.

E conseguiu. Foi o sexto colocado, duas voltas atrás do vencedor, o argentino Carlos Reutemann. Numa prova normal, teria marcado ponto, mas como o GP era extra- oficial, e servia apenas de teste para a vinda definitiva da Fórmula 1 para o Brasil, não contou pontos para o campeonato.

Luiz Pereira Bueno competiu ainda em várias outras categorias; ficou fora das pistas de 1975 a 1982 e abandonou definitivamente o automobilismo de competição em 1984. Morreu em 8 de fevereiro de 2011, de câncer.