Publicidade

Giuseppe Campari

Giuseppe Campari nasceu em Lodi, na Itália, em 1892 e morreu em Monza, em 1933, num desastre. “El Negher”, como lhe chamavam os amigos por causa da sua pele e de seus cabelos, tinha voz de barítono e garra de campeão.

A carreira de Giuseppe Campari começou na Alfa Romeo. Primeiro como simples mecânico,  depois como piloto de corridas.  Em 1920,  a Alfa Romeo põe à disposição do italiano seu modelo mais veloz, o 40/60 HP,  com o qual ele disputa várias provas,  desenvolvendo um estilo audacioso mesmo com todo o seu corpanzil,  que pesava cerca de 100 kg.

Campari só começou a ter algum prestígio internacional  quando venceu o Grande Prêmio da França de 1924, no circuito de Lion. A Alfa Romeu retira-se das pistas em 1925 mas Campari continua correndo com um Alfa Romeo P 2 conseguindo várias vitórias. Em 1927, Giuseppe vence a Copa Acerbo  e no ano seguinte a segunda edição da Mille Miglia. Ao final desse mesmo ano, Campari conquista o campeonato da Itália. Depois de um período sem grandes conquistas,  retorna às corridas em 1931, recuperando mais uma vez o título de campeão italiano ao vencer Tazio Nuvolari. A rivalidade entre os dois pilotos é tão grande que se desafiam para uma corrida só entre eles, de  bicicleta. Nuvolari venceu.

A temporada de 1933 começa com força total para Campari, agora na equipe Maserati,  vencendo o GP da França. Mas o gosto pelo canto acaba ganhando espaço e aos poucos Campari troca as pistas pelo palco. Sua última corrida acontece em setembro de 1933, com uma Alfa Romeo. Durante o Grande Prêmio de Monza, o carro de Campari entra numa grande curva e perde a direção matando o piloto.