François Cevert

Nascimento

25 de fevereiro de 1944

Morte

6 de outurbro de 1973

Estreia na F1

GP da Holanda de 1970

1ª vitória

GP dos Estados Unidos de 1971

Última corrida

GP dos Estados UJnidos de 1973

Equipe

Tyrrel

Corridas

45

Pontos

89

Vitórias

1

Pódios

13

Voltas+rápidas

2

2ºs lugares

10

3ºs lugares

2

4ºs lugares

2

5ºs lugares

2

6ºs lugares

2

1ª fila

3

Voltas+rápidas

2

Voltas na lierança

129

Km na liderança

560

 

O frances François Cevert nasceu em 25 de fevereiro de 1944, em Paris. Desde cedo, dirigir era sua paixão. Ainda adolescente, já corria com uma motocicleta e depois com um Panhard Junior. Em 1966 inscreveu-se na escola de pilotos de Magny Cours. A turma era composta por duzentos alunos, dos quais, através de seleção, sete participaram de uma prova final com um prêmio oferecido pela Shell. Cevert foi o campeão ganhando o carro Alpine de F3 e uma bolsa de 1 milhão de francos velhos para a manutenção. Apesar das dificuldades iniciais, Cevert conquistou o Campeonato Frances de F3 em 1968 com um Tecno.

Com seu bom desempenho, a marca italiana renovou o contrato para a F2, onde teve que enfrentar adversários como Brabham, Stewart, Graham Hill, entre outros. Terminou o Campeonato Europeu de F2, em 69, em terceiro lugar. Ainda na F2, passou para a Matra, tornando-se o segundo piloto da escuderia com o australiano Brabham no primeiro posto. Venceu os Mil Quilômetros de Paris em 1970 e passou para piloto oficial da Matra para corridas de longa duração.

Em 1970, com a saída de Servoz-Gavin do automobilismo, a Tyrrel contratou-o para ocupar o posto de 2º. piloto da equipe, sendo Jackie Stewart o primeiro. Sua estréia passou quase despercebida, mas na F2 sua atuação continuou a ser boa como nas provas de Sebring, Daytona, e Le Mans.

A Tyrrel  venceu o Campeonato Mundial de Construtores de 71, com total apoio de Cevert. No mesmo ano, Stewart foi campeão pela 2ª  vez na F1 e Cevert obteve sua primeira vitória no circuito de Watkins Glen, nos EUA. Classificado em 2º  lugar no GP da França e Alemanha , 3º . na Inglaterra e 6º . no Canadá, conquistou o terceiro lugar por pontos no Campeonato Mundial do ano. A conquista de ambos os campeonatos (Pilotos e Construtores) deu projeção à dupla Stewart-Cevert.

Em 72 a Lotus, com  Emerson Fittpaldi, venceu tanto o campeonato de pilotos quanto o de Construtores. Stewart ocupou o 2º . lugar e Cevert a 6ª colocação. Em 73, Cevert passou a ser o primeiro piloto no Mundial de Marcas, conquistando o título de campeão para a Matra. Na F1, Cevert foi o 2º . em Buenos Aires, 10º . no Brasil, 2º . na Bélgica , Espanha, França e Alemanha, terceiro na Suécia, e 5º . na Inglaterra e Itália. No Canadá, Cevert abandonou a corrida por causa de uma colisão. Para a última prova, o GP dos EUA, Stewart anunciou que correria para que Cevert ganhasse e fosse seu vice. No entanto,  durante os treinos, no dia 6 de outubro, o carro de Cevert desgovernou-se e chocou-se contra um guard-rail, matando-o instantaneamente.