22/06/19

Vettel tem um fim de semana de decepções

O tetracampeão mundial Sebastian Vettel está tendo um fim de semana de decepções na França. Ontem, teve a confirmação da punição de 5 segundos no GP do Canadá, com a FIA confirmando a vitória de Lewis Hamilton. Hoje, não foi além de um 7º lugar no grid, depois de uma etapa de qualificação decepcionante.
Na Q3, na sua única volta boa, depois de ter abortado o anterior, no qual sofreu um problema em um câmbio, teve que lidar com um problema no motor de combustão interna, que ele preferiu não comentar. Limitou-se a falar sobre a falta de carga frontal do SF90, que força os pilotos a fazerem entradas com um ângulo de direção maior que o ideal.
“Não sei o que aconteceu, perdi tanto o impulso que não adiantava terminar a volta”, sobre a volta abortada na Q3.
“Tive altos e baixos. Em algumas voltas me senti bem e em outras não. Eu não tirei o melhor proveito do carro, foi difícil para mim, em algumas voltas, eu não tive a aderência de antes. Uma pena que isso tenha acontecido n Q3”.
O alemão colocou a Mercedes, em outro patamar e, agora, parece ter outro alvo: “A Mercedes está longe, mas devemos estar na briga com a Red Bull”.
Ao comentar a decisão a FIA de manter o resultado do GP do Canadá, Sebastian Vettel sugeriu que a Fórmula 1 queime os papéis, referindo-se aos regulamentos
“O problema é que nós estamos feridos com essas coisas”, disse Vettel à Sky Sports. “Eu acho que eles começaram há muito tempo”, ele cruzou a linha branca, ou usou muito freio? Vamos fazer o que quisermos. Se você está feliz com a corrida e com a forma como conduzimos, construa faixas diferentes – é tão fácil quanto isso. De qualquer forma, é o que é e, como eu disse, há muitos parágrafos, mas o que eu mudo? Espero que eles apenas queimem os papéis.”
Ele brincou dizendo que se aposentar seria a única maneira de mudar as coisas: “Retire-se! Pelo menos eu saberei que não estarei em apuros novamente. Estou brincando. Eu realmente não me importo.”