13/01/19

Verstappen diz que o dia foi “construtivo”

O piloto da Red Bull Max Verstappen disse que seu dia de serviço público na corrida de Fórmula E em Marraquexe foi “construtivo”. O piloto holandês passou o sábado observando os comissários da FIA no evento no circuito Moulay El Hassan, vencido pelo piloto da Mahindra Racing, Jerome D’Ambrosio. Ele está no Marrocos a mando da FIA, para cumprir o primeiro de dois dias de serviço público, pena que recebeu depois de empurrar o ex-piloto da Force Índia Esteban Ocon no GP do Brasil de 2018.
Verstappen disse: “É interessante ver o outro lado – normalmente você não consegue passar um dia inteiro com os comissários. Todo mundo faz seu trabalho durante um fim de semana, e é realmente bom ver o que é preciso para tomar essas decisões importantes. Às vezes uma decisão pode não ser boa para uma pessoa, mas tem que ser tomada e você tem que seguir as regras. Eu acho que é bom experimentar coisas diferentes em corridas, em vez de apenas sentar no carro. Estar aqui e fazer esse tipo de trabalho foi uma coisa construtiva para mim.”
Verstappen também refletiu sobre sua primeira aparição em um paddock da F-E:
“É um a categoria legal. É claro que via a Fórmula E um pouco pela TV, mas nunca estive no paddock e gostei muito do dia~. Primeiro de tudo, foi uma corrida realmente emocionante. O campeonato está claramente crescendo e há muitos fabricantes aqui, então eu acho que é uma categoria bacana.”
Como se recorda, o piloto da Red Bull foi considerado culpado por ter cometido um “ato prejudicial aos interesses do automobilismo. Max Verstappen procurou Esteban Ocon após a corrida e o empurrou várias vezes.
“Os comissários revisaram o CCTV Câmeras da FIA, ouviram o motorista do carro 31 (Esteban Ocon) e os representantes da equipe. O motorista Max Verstappen, entrou na ´era de pesagem da FIA seguiu diretamente ao motorista Esteban Ocon e, após algumas palavras, começou uma briga, empurrando ou batendo em Ocon com força várias vezes no peito. Ambos os motoristas agiram de forma adequada e cooperaram com os comissários de bordo. Os comissários entenderam que Max Verstappen estava muito chateado com o incidente na pista, que o fez perder a paciência. Apesar de simpáticos à paixão de Verstappen, os comissários são responsáveis por manter o nível e ordenaram que Max Verstappen seja obrigado a cumprir dois dias de punição.”