04/11/19

Verstappen culpa bandeira amarela pelo 3º

Max Verstappen tem certeza de que seria capaz de passar por Lewis Hamilton pelo segundo lugar se uma bandeira amarela não o tivesse impedido. Indagado se acredita que se não fosse a bandeira provocada pela rodada de Kevin Magnussen, respondeu:
“Sim, com certeza. Só por isso tivemos que reduzir, do contrário, eu definitivamente teria passado. Mas é assim, às vezes essas coisas acontecem.”
O piloto da Red Bull também estava dirigindo com o piso danificado.
“No geral, tivemos uma corrida muito boa. Eu estava apenas lutando com alguma sobreviragem estranha no carro. Inicialmente, pensei que fosse minha asa dianteira que tinha um pouco de dano. Mas, depois da corrida, olhei o carro e vi uma peça do meu assoalho, na frente do pneu traseiro danificada e isso me custou muita perda de tempo, hoje. Não sei quando aconteceu, mas na corrida vi esse comportamento do carro que nunca havia sentido antes. Mas ainda estar no pódio aqui após um fim de semana muito positivo em geral, acho que foi uma grande conquista para nós”.
O abandono de Sebastian Vettel no GP dos Estados Unidos foi causado por uma nova zebra foi instalada da noite para o dia. Aconteceu quando a sua suspensão traseira direita bateu e quebrou na zebra da curva 9. Logo depois, a Ferrari avisou Charles Leclerc de que eles suspeitavam que a nova zebra na curva oito poderia ter contribuído para a quebra.
“Tente evitar o ápice, curva oito”, disseram a Leclerc. Depois de perguntar por que ele foi aconselhado, responderam, “apenas porque Sebastian teve uma quebra da suspensão lá”.
No entanto, Vettel não acredita que a zebra tenha contribuído para seu abandono.
“Não, eu não usei isso. Eu realmente lutei para que os pneus funcionassem, lutei nas curvas do lado direito. Então, a suspensão falhou. Obviamente, eu corri bastante durante todo o fim de semana, incluindo stints longos e sem problemas, então não sei o que exatamente aconteceu”,