22/06/19

Vento, um problema para Hamilton e Bottas

O vento foi um dos problemas que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas tiveram que superar na qualificação para o GP da França.
“O vento tem aumentado e é bastante forte ao redor da pista, então você tem que ser bastante dinâmico com a forma como você ataca a volta. Há certas áreas em que você pode atacar e outras em que você tem que ceder um pouquinho. Eu peguei um pouco demais na última curva”, afirmou Hamilton.
“O vento mudou quase que completamente na direção oposta e havia algumas curvas onde a minha linha não funcionava bem, então eu tive que trabalhar nelas”, revelou Bottas.
“Não é uma pista fácil, tem muitas áreas de escape, mas é um circuito bastante técnico”, disse Hamilton. “Valtteri foi rápido durante todo o fim de semana e eu estava lentamente diminuindo a diferença e as duas últimas voltas foram boas. Me senti com quase meio segundo melhor na última volta, mas perdi tempo no final. Estou feliz com o potencial do carro e a equipe fez um ótimo trabalho. Nós trabalhamos muito. Hoje estava muito quente, a pista estava entre 50 e 60 graus e era muito difícil encontrar a janela certa para fazer os pneus funcionarem bem, otimizar seu desempenho. Eu tentei mordiscar alguns décimos trabalhando na guarnição do monoposto e passo a passo conseguimos, ótimo desempenho da nossa parte, ótimo timing por parte da minha equipe, também em relação ao momento em que me mandaram para a pista. Valtteri tinha uma vantagem sobre mim até a Q2, e eu tentava encontrar o sentimento certo no carro. Na Q3, por outro lado, eu sabia exatamente o que fazer para melhorar o meu tempo. A primeira tentativa foi fantástica, mas Valtteri ficou muito próximo e eu sabia que tinha que melhorar. É por isso que saí para fazer a segunda tentativa e foi uma das melhores voltas que fiz nos últimos tempos. É realmente uma sensação boa! ”, explicou Hamilton.
Bottas também falou sobre a briga acirrada com Hamilton e fez suas previsões para o início da corrida.
“Acho que Lewis fez uma boa volta no final, estávamos muito perto durante todo o fim de semana, o que diferencia são os detalhes e os centésimos de segundo. É um pacote muito forte o que temos aqui neste fim de semana e obviamente agradável, e esperamos que seja o mesmo amanhã. Espero fazer algo na curva 1. Acho que o início será uma das partes principais da corrida”.