21/03/19

Zebra causou o dano no carro de Hamilton

A análise pós-corrida da Mercedes sugeriu que uma zebra foi a provável causa do dano no carro de Lewis Hamilton em Melbourne. Um contato com a zebra, em vez de detritos, teria provocado a quebra do assoalho do W10 do piloto inglês.
Em seu resumo pós-corrida ‘Pure Pitwall’, o estrategista da Mercedes, James Vowles, esclareceu o possível motivo do dano:
“Após a inspeção do carro de Lewis notamos alguns danos sobre o que chamamos de área de vedação de pneus. Nós vimos o carbono quebrado bem na frente do pneu traseiro naquela região do piso. Essa área é bastante sensível aerodinamicamente, tanto para a força descendente quanto para o equilíbrio do carro, e acreditamos que a sustentamos durante a corrida enquanto passamos por cima de algumas curvas. ”
Além de induzir um desequilíbrio no manuseio, o dano no piso também complicou o gerenciamento de pneus de Hamilton durante a corrida”.
E Vowles elogiou Hamilton por levar seu carro danificado à bandeira quadriculada.
“Lewis já tinha um longo período no pneu médio depois de cobrir a ameaça do rebote de Vettel, então ele já estava tendo que manejar esses pneus significativamente, dificultando seu progresso durante a corrida. Esse dano no piso não teria ajudado. Isso teria tornado a traseira mais instável do que seria normalmente, e ele fez um trabalho fantástico, levando o carro até o final da corrida.”
Vowles justifica a parada antecipada de Hamilton, sob o argumento de que sua segunda posição estava em perigo.
“Havia um risco real de ultrapassagem para Vettel, escolhemos dar um tempo de pista suficiente para Hamilton lidar com o aquecimento dos pneus novos, e entender se eles poderiam manter a distância com Vettel “, concluiu.
Mas o dano no assoalho não foi o único problema para Hamilton, que teve que enfrentar um último stint com os pneus médios depois de parar na 15ª volta, para se proteger de Sebastian Vettel, que havia parado na volta anterior.
“Lewis fez um stint muito longo com o pneu médio depois da parada antecipada de Vettel, então tivemos que administrar os pneus significativamente, afetando seu progresso durante a corrida”, admitiu Vowles. “O dano no assoalho não ajudou, tornou a traseira mais instável do que o normal e Lewis fez um trabalho fantástico ao levar o carro até o final da corrida.”