21/09/19

Um erro tira segunda pole position de Vettel

Um erro ainda no primeiro setor, que o obrigou a abortar a volta na Q3, tirou de Sebastian Vettel a possibilidade de voltar à pole position, a segunda da temporada, desde o Grande Prêmio do Canadá.
“A primeira volta da Q3 foi muito boa, mas na segunda eu acumulei um atraso no primeiro setor devido a um erro. Tentei me recuperar assumindo mais e mais riscos, mas isso não deu resultado. Não pude completar a última volta “, admitiu o tetracampeão mundial.
“Obviamente não estou satisfeito, porque a última volta tinha que ser melhor. Mas, no geral, o carro me deu excelentes sensações. Provavelmente a pista melhorou um pouco no final, mas não consegui explorá-la ao máximo, abortei a volta e não a terminei, mas a terceira é uma boa posição. Para nós, é um bom resultado como equipe. Conseguimos trazer para casa um primeiro e terceiro lugar no grid, o que é ótimo, porque não esperávamos ser tão fortes. Mas não estou feliz com a parte final da última fase. O carro estava bom e eu poderia ter feito mais”.
Segundo Vettel, a corrida pode vir a ser uma história diferente da de hoje.
“Amanhã será diferente de hoje. No geral deverá ser uma boa prova e veremos como o carro e os pneus se comportarão no ritmo da corrida. Ontem, nosso ritmo foi pior que o da Mercedes e da Red Bull, mas hoje conseguimos extrair todo potencial do carro. Esperamos que amanhã seja um dia mais parecido com o de hoje do que sexta-feira”
Charles Leclerc também cometeu alguns erros que o forçaram a apostar e dar tudo na última volta.
“Na primeira tentativa, eu estava muito perto de Lewis e comprometi o setor central. Então, tive que me concentrar na segunda e na última tentativa, porque não havia mais espaço para erros. Tentei dar tudo na última tentativa e cometi alguns erros, mas as sensações foram fantásticas, assim como o carro”.
Leclerc, como Vettel, foi ajudado pelo funcionamento do novo pacote aerodinâmico que a equipe conseguiu produzir a tempo do Grande Prêmio de Cingapura. Ele fez questão de sublinhar o excelente trabalho realizado pelos homens de Maranello.
“Agradeço à equipe pelo excelente trabalho que eles fizeram. Sabíamos que aqui seria difícil para nós. Mas a equipe fez um trabalho fantástico para obter esse pacote que funcionou muito bem. Trouxemos novas peças que funcionaram da maneira certa. Nem sempre foi assim, mas desta vez tudo correu bem”.
O vencedor de Spa e Monza admitiu ter ficado surpreso, e não pouco, com o resultado da qualificação, especialmente depois das duas sessões de treinos livres realizadas ontem:
“Estou muito surpreso com o ritmo do meu carro, porque sabíamos que tínhamos mais potencial do que ontem, mas não imaginávamos que poderíamos ter tanta vantagem sobre a Mercedes e a Red Bull. Foi uma surpresa agradável para toda a equipe; um ótimo trabalho, devo a eles se estou na pole”. (Com informações do it.motorspost.com/f1)