21/01/19

Tost: Honda não está mais longe de rivais

O motor Honda não está mais longe de seus rivais mais potentes na Fórmula 1. Essa é a opinião de Franz Tost, chefe da Toro Rosso. A equipe de propriedade da Red Bull usou os motores de fábrica da Honda em 2018 após três anos de fracasso da colaboração McLaren-Honda. Agora, a equipe principal da Red Bull também será impulsionada pela Honda em 2019.

“A Honda fez um trabalho fantástico ao longo do ano. O desempenho melhorou bastante, e também a confiabilidade”, diz Tost, acrescentando que a fábrica japonesa progrediu durante 2018 e vem transferindo o bom momento para o período de inverno. “Eles estão no caminho certo e vão melhorar durante os meses de inverno”.
Ele negou que a confiabilidade será uma grande preocupação neste ano depois que os pilotos da Toro Rosso tiveram de cumprir punições por trocas de motor em 2018.
“No que diz respeito à confiabilidade, a Honda superou expectativas. Nós pensamos que teríamos muito mais problemas, mas, para ser honesto, não enfrentamos nenhuma grande dificuldade. Também em relação à performance, não ficamos longe das equipes de ponta com a nova especificação”.
Entretanto, quanto as perspectivas de penalizações por trocas de motor em 2019, Tost admitiu: “Eu ainda não sei quantas unidades de potência vamos usar no fim. Para mim, três unidades é errado do ponto de vista do regulamento. Deveríamos ter a possibilidade de usar mais, mas espero que isso mude a partir de 2021”.