23/03/19

Sainz diz que motor Renault é “encorajador”

Carlos Sainz disse que a Renault, fornecedora de motores de sua equipe, a McLaren, apresentou uma unidade de energia que é “realmente muito encorajadora”, apesar de ter terminado prematuramente o Grande Prêmio da Austrália, devido a uma falha no MGU-K.
Sainz acha que agora os franceses acertaram, como deveriam ter feito há dois anos.
“Eu sinto um passo na direção certa. Eu acho que ainda estamos um pouco atrás dos motores da Ferrari e da Mercedes, mas definitivamente parece que temos algo com o que lutar agora, finalmente. Eu fiz quatro anos na Fórmula 1, todos esses quatro anos foram 10 km/h em todas as retas. Então, finalmente, estar em Melbourne e estar a apenas 2 ou 3 km/h, é um cenário realmente encorajador. Eles parecem ter ideias claras de como desenvolver o motor durante o ano, o que também dá algumas vibrações positivas. Eu elogiaria a Renault nesse sentido, porque finalmente parece que eles deram o passo que estávamos precisando há dois anos.”
Depois de um bom desempenho nos testes de Barcelona e nas eliminatórias do Grande Prêmio da Austrália, Sainz comentou que a competitividade dos franceses havia mudado: “Sinto um passo na direção certa. Ainda estamos um pouco atrás dos motores Ferrari e Mercedes, mas definitivamente parece que temos algo com o que lutar agora.”
O início da temporada de Sainz não foi o desejado. Na qualificação, ele encontrou a Williams, de Robert Kubica, perdeu alguns valiosos décimos para subir à Q2, e na corrida teve que sair devido a um problema no MGU-K.Mas o espanhol acredita que o abandono na Austrália foi um incidente isolado e não apaga a sua positividade sobre o desempenho da Renault na qualificação: “eu confio neles, deram passos importantes, por isso espero que possamos continuar”, disse ele. .
Na última temporada, a fábrica francesa sofreu problemas de confiabilidade que custaram seu contrato com a Red Bull. Além de seus problemas de confiabilidade, a falta de progresso do motor Renault, especialmente no modo de qualificação, foi decisiva no colapso de sua relação com a Red Bull. E, a McLaren é sua única cliente para a temporada de 2019.