13/02/19

O RP19, da Racing Point, vai continuar rosa

O RP19, carro da Racing Point vai manter a pintura predominantemente rosa, característica da sua antecessora, a Force India, e que faz referência ao seu antigo patrocinador, a BWT, empresa austríaca de tecnologia da água. Mas o carro traz também toques em azul e cinza, em alusão ao novo patrocinador, agência de apostas desportivas com atuação na Europa e África e com sede em Nairóbi, no Quênia, que passa fazer parte do nome oficial da equipe: SportPesa Racing Point.
O novo modelo foi lançado hoje no Canadian International AutoShow, em Toronto, num evento, que reuniu mais de 500 convidados, entre fãs e imprensa. O local foi escolhido por influência de Laurence Stroll, o bilionário canadense, pai de Lance Stroll, que liderou o consórcio comprador da equipe no ano passado.
Em princípio, se trata de uma continuação do carro anterior, com os retoques para adaptação ao novo regulamento de 2019, com a aerodinâmica simplificada, para facilitar as ultrapassagens. O carro definitivo para a temporada só deverá ir para a pista no GP da Espanha, em Barcelona, em maio.
A equipe segue com motores Mercedes, e o carro foi projetado com a liderança do diretor técnico Andrew Green, líder do corpo técnico remanescente da Force India, considerado um dos mais eficientes da Fórmula 1.
“Eu nunca vi um burburinho tão grande na fábrica e uma expectativa tão grande. Agora temos os recursos que precisamos para mostrar o que podemos fazer na F1. Temos a oportunidade e vamos agarrá-la com as duas mãos – disse Green.
O chefe da equipe, Otmar Szefnauer aposta no orçamento maior para encostar nas principais equipes da Fórmula 1.
“Agora podemos gastar mais, e tudo vai para a performance do carro. Esse time tem a paixão, e estou certo de que poderemos demonstrar nossa capacidade. A competição no meio do pelotão é forte, com a Renault, além da McLaren e Williams, que estão tentando se recuperar, e da Haas, que tem apoio da Ferrari – comentou.
Sergio Perez continua a ser o pilar da equipe, mas tem um novo companheiro, Lance Stroll, que assumiu o lugar de Esteban Ocon.