15/04/19

Rosberg: problema da Ferrari é aerodinâmica

O carro de 2019 da Ferrari foi colocado “no lugar errado aerodinamicamente” e a equipe precisará “trabalhar muito” para corrigir isso, de acordo com o campeão Nico Rosberg.
Avaliando o GP da China em seu canal no YouTube, o campeão mundial de 2016 disse:
“A Mercedes é a grande favorita no momento. Eles estão parecendo extremamente fortes. A Ferrari está enfrentando dificuldades. Ela colocou seu carro no lugar errado aerodinamicamente, com pouquíssimo arrasto e sem downforce suficiente nas curvas. É onde eles estão perdendo bastante tempo. Não é ideal para a volta mais rápida possível. Portanto, eles simplesmente estão no lugar errado com seu carro”.
Rosberg acredita que a Ferrari tentou compensar isso adicionando downforce à traseira do carro em Xangai, mas não conseguiu fazê-lo com eficiência.
“Neste fim de semana, eles tentaram usar um pouco mais de asa traseira, mas não tinham a asa traseira maior necessária. Eles precisam produzi-la, mas simplesmente adicionar asa traseira não é um método eficiente porque é uma relação de 1:1, ‘mais downforce, mais arrasto’. Não é o caminho a ser seguido. O melhor é extrair pressão aerodinâmica de outros lugares do carro, como a asa dianteira e as aletas. É nisso que eles realmente precisam se concentrar agora, mas é muito trabalho. Vai levar um bom tempo, não é nada bom”.
A próxima etapa da temporada é o GP do Azerbaijão, que tem uma reta ainda mais longa entre o fim do último setor e a primeira curva. Contudo, a parte intermediária da volta tem várias curvas lentas, tradicionais em circuitos de rua.
“A Ferrari só será forte em pistas com muitas retas”, afirmou Rosberg. “Quanto a Baku, eu realmente não sei ao certo. Há várias curvas lentas onde eles perderão e uma reta enorme onde eles ganharão tempo. É difícil julgar se eles andarão na frente. Vamos ver. No momento, eu colocaria a Mercedes à frente em todos os lugares, até mesmo em Barcelona”.
Lewis Hamilton também acha que a Ferrari “tem muito pouco arrasto e não há força suficiente nas curvas”.
“É aí que eles estão perdendo muito tempo. Não é ideal para a volta mais rápida possível. Então eles estão no lugar errado com o carro deles. Eles estavam tentando neste fim de semana colocar um pouco mais de asa traseira, mas não tinham a asa traseira maior de que precisavam”, comentou Hamilton.