15/05/19

Problema de Bottas na largada foi aderência

Após uma investigação inicial, a Mercedes descobriu que a má largada de Valtteri Bottas na Espanha não foi culpa da embreagem, como o próprio piloto havia sugerido, mas da falta de aderência.
Depois de cruzar a bandeira quadriculada, o finlandês alegou que um problema com a embreagem impediu que ele mantivesse a liderança nos primeiros metros. Valtteri não explicou o que havia acontecido e insistiu que, ao contrário do GP da China, dessa vez não cometeu erros.
No entanto, após uma investigação preliminar, a Mercedes revela que não houve problemas mecânicos. Depois de se dedicar durante esta semana para ver qual é o problema, eles apontam para uma falta de aderência na posição de largada como possível causa dos problemas de Bottas.
“Acreditamos que era simplesmente uma falta de aderência na posição do pole. Se você olhar para as saídas dos outros pilotos, na maioria das vezes o segundo, terceiro ou quarto têm uma largada melhor do que o pole”, explica Ron Meadows, diretor esportivo, no vídeo publicado pela Mercedes depois de cada corrida.
“Vamos reunir todas as informações e analisá-las esta semana para compreender o que aconteceu, mas agora acreditamos que o principal problema foi realmente a aderência e que não havia nenhum problema com o carro”, acrescenta o diretor de engenheiros da pista, Andrew Shovlin.