27/04/19

Pirelli indica estratégia de uma só parada

A estratégia de uma só parada, com a troca de pneus macios pelos médios ou vice-versa, é a melhor escolha para o GP do Azerbaijão, segundo a Pirelli. Se começar com os macios, a melhor opção será parar na volta 25; se começar pelos médios, é melhor parar na 26. Uma estratégia de duas paradas é mais lenta.
Segundo a fornecedora de pneus, a janela de pit stops em Baku é muito extensa; pode começar já na volta 15 e os números que ela cita podem ser considerados apenas uma guia. Ela lembra que neste fim de semana, na Fórmula 2, e no do ano passado, a estratégia foi fortemente influenciada pelo carro de segurança,
Apesar de quase todos os top 10 começarem com pneus macios, as estratégias irão variar consideravelmente dependendo dos possíveis carros de segurança e interrupções (em combinação com uma grande janela de pit stop)
A qualificação ocorreu em uma temperatura ambiente relativamente fria de 15 graus e 26 graus de pista no final da sessão e o clima poderá ser bem parecido amanhã, com a corrida começando logo depois das 16h.
Velocidades máximas de mais de 345km/h foram registradas na reta final, enquanto o tempo da pole foi um segundo mais rápido que no ano passado. Se começar do 10º no grid Leclerc será o único no top 10 a começar a corrida no composto médio.
No seu costumeiro comentário de pré-corrida, Mário Isola, diretor de automobilismo da Pirelli, diz:
“As temperaturas da pista foram muito legais hoje, mais uma vez. A superfície estava muito escorregadia, levando a alguns bloqueios e pontos planos, e vimos os pneus macios usados quase do início ao fim da qualificação, com a Ferrari, no meio da Q2, sendo a única exceção. Em teoria, como o desgaste e a degradação dos pneus não são significativos aqui, essa deve ser uma corrida de uma parada. Mas, com o número de incidentes e possíveis carros de segurança, é difícil fazer uma previsão precisa; especialmente porque há uma janela de pit stop muito ampla. Os inúmeros atrasos fizeram com que as temperaturas da pista caíssem dramaticamente durante a sessão, que terminou às 19h, hora local, por isso os pilotos tiveram uma superfície muito diferente do que tinham começado influenciando o comportamento e a estratégia dos pneus ”.