21/03/19

Pirelli anuncia pneus para 6 próximos Gps

Com o anúncio feito hoje dos pneus para o GP de Mônaco, a Pirelli completou a seleção dos compostos para a seis próximas corridas do campeonato de 2019.
Os C3, C4 e C5, as opções mais leves da gama da fábrica italiana estarão disponíveis para as equipes durante o fim de semana de 23 a 26 de maio, em Monte Carlo.
E a distribuição de pneus para os seis GPs ficou assim:
• Bahrein: C1-durol-, C2-médio-, C3-macio
• China: C2 -duro-, C3 –médio-, C4 -macio
• Azerbaijão: C2 -duro-, C3 -médio-, C4 -macio
• Espanha: C1-duro-, C2-médio-, C3-macio
• Mônaco: C3 -duro-, C4 -médio-, C5 -macio
• Canadá: C3 -duro-, C4 -médio-, C5 -macio
Este ano, a Pirelli adotou uma maneira mais simples de nomear seus pneus. Em cada final de semana de corrida, haverá apenas três cores disponíveis: branco, que será o mais duro; o amarelo, a borracha média; e vermelho, o mais macio.
Cada piloto deve salvar um conjunto do mais suave dos três compostos nomeados para a Q3. Esse conjunto será então devolvido para aqueles que se qualificarem no top 10, mas os pilotos restantes o manterão para a corrida.
Cada piloto deve ter ambos os conjuntos de corrida disponíveis para o Grande Prémio.
As equipes são livres para escolher os 10 conjuntos restantes, totalizando 13 sets no final de semana.
As seleções para eventos de longa distância devem ser feitas com 14 semanas de antecedência; para corridas europeias o prazo é de 8 semanas de antecedência.

Até agora, a marca italiana só confirmou as eleições de cada piloto para o Grande Prêmio do Bahrain, que será realizado na próxima semana no circuito de Sakhir. Na nova linha, existem apenas cinco pneus de seco. O mais difícil é o C1 e o mais macio, o C5. Durante os testes, o chefe de competição da Pirelli, Mario Isola, explicou que a diferença entre os compostos C3 e C4 e o C5 é de 0,6 segundos.