23/04/19

Para Raikkonen, F1, agora, é mais um hobby

Kimi Räikkönen não se deu mal na nova vida na Alfa Romeo, longe da pressão constante a Ferrari. Ao contrário, a nova situação lhe permitiu marcar em todas as três corridas, o que só cinco pilotos, além dele, conseguiram: Hamilton, Bottas, Verstappen, Leclerc e Vettel.
Esses resultados permitem também que a Alfa Romeo compartilhe o quarto lugar do campeonato de construtores com a Renault. Kimi diz que aproveita a Fórmula 1 novamente. “Ultimamente se tornou mais um hobby e, provavelmente, é por isso que é divertido de novo, então eu sempre tento fazer o meu melhor”, disse o finlandês.
Kimi Raikkonen já tem 39 anos e é o mais velho do grid, tendo também disputado mais GPs do que qualquer outro piloto atual na Fórmula 1. Apesar disso, não pensa em deixar a categoria em curto prazo.
“Alguns dias é melhor que outros, mas é assim que funciona quando você compete muito. Às vezes é mais complicado, mas nunca foi um problema. Eu apenas tento fazer o que posso e espero … quando eu sinto que não consigo o que espero de mim mesmo, vou tentar encontrar um novo hobby “, disse ele.
Frederic Vasseur, seu chefe na Alfa Romeo, disse estar satisfeito com a abordagem do piloto, que mantém a equipe à tona enquanto Antonio Giovinazzi tenta se adaptar à Fórmula 1.
“É uma grande abordagem ser totalmente engajado quando você trabalha e se livra da pressão quando está fora do sistema. O que é certo é que não será fácil estar completamente comprometido e concentrado. Ele tenta o seu melhor em todos os detalhes, ninguém vai considerar que Kimi está de férias “, disse o francês.
Obviamente, a pressão da Alfa Romeo é muito menor do que a da Ferrari, uma equipe na qual qualquer movimento, declaração ou resultado é analisado. No entanto, a ambição pessoal é o principal ponto na pista: “Você tem menos pressão quando corre para nós em vez da Ferrari, mas pode se colocar na mesma situação com as metas que estabeleceu para si mesmo. Ele não está relaxado, talvez goste mais com menos pressão “, concluiu Vasseur.
Kimi Räikkönen continua com a marca de cerveja tailandesa Singha em sua nova etapa com a Alfa Romeo. A empresa tem sido patrocinadora pessoal do finlandês desde 2015 e eles decidiram estender sua aposta no campeão mundial de 2007, com presença maior no C38.  A bebida é o carro-chefe da empresa Boon Rawd Brewery, que já patrocinou a Red Bull na Fórmula 1.
(Fontes motors.es. soymotor.com)