20/04/19

P1 e P2 são os objetivos de Gil de Ferran

Gil de Ferrán, chefe da McLaren, diz que eles não descansarão até estarem nas duas primeiras posições. Ele considera que o potencial do carro nas três primeiras corridas do calendário ainda não foi visto. Carlos Sainz também vê um grande progresso na MCL34 e está ansioso para mudar a sua sorte no Grand Prix do Azerbaijão.
Gil de Ferran diz que a equipe britânica continua a manter a mentalidade dos testes de inverno em Barcelona:
“Não temos ilusões, sabemos que temos muito trabalho pela frente, eu disse isso durante os testes de inverno e na primeira corrida, a nossa mentalidade Não mudou “, insistiu o brasileiro em entrevista na mídia norte-americana Racer.com.
A McLaren sabe que MCL34 é melhor do que seu antecessor, indo no caminho certo e não vai descansar até que esteja nos primeiros lugares:
“Francamente, nós não vamos descansar até que esteja na primeira e segunda posição. Nosso objetivo é manter o movimento, independentemente de quem está à frente “, disse ele.
No entanto, o bom desempenho do carro ainda não se traduziu em resultados. Na última temporada, ambos os pilotos (Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne) completaram entre os dez primeiros em três das quatro primeiras corridas, enquanto Lando Norris foi o único a marcar pontos nos três primeiros compromissos deste ano, com um sexto lugar no Bahrein.
Por essa razão, Gil de Ferran acredita que ainda não viu o potencial de MCL34:
“Eu acho que as pessoas têm tido progressos, eu os vi trabalhar todos os dias. Obviamente não lutarmos por vitórias, mas acho que aprendemos muito sobre o que temos que fazer, o carro é algo melhor do que no ano passado “, explicou.
Essa opinião é partilhada por Carlos Sainz, que teve três corridas com incidentes mecânicos e ou de pista:
“Tivemos três corridas difíceis este ano, mas nosso desempenho nos encoraja, estamos virando a situação este ano, estamos na batalha do meio do grid e temos consistentemente demonstrado que temos um carro capaz de marcar pontos” escreveu o espanhol em sua nova coluna no site oficial da Fórmula 1.
Sainz explicou que os testes depois do GP do Bahrain têm sido muito úteis, além da colaboração de Fernando Alonso, que compartilhou suas impressões sobre o carro: “O teste de Barein foi muito importante para a equipe, nós tivemos que Fernando Alonso conosco e foi uma experiência nova para mim”.
Gil de Ferran elogiou o bom desempenho da unidade de energia este ano. Ele considera que o principal objetivo não é terminar à frente de Enstone no campeonato, uma das principais rivais da McLaren, para liderar a meio do grid:
“Eu não vejo isso dessa forma, eu acho que a Renault tem feito um grande trabalho este ano, como fornecedor, eles deram um passo à frente e fizeram um motor mais competitivo, e acho que nosso objetivo é apenas seguir em frente, independentemente de quem está à frente. Voltei a pensar como quando era piloto. Algumas pessoas gostam de se concentrar em um inimigo. Eu não penso assim. Nós, como grupo, só podemos controlar o que fazemos e é nisso que precisamos nos manter focados e continuar avançando. E, francamente, não há descanso até que sejamos P1 e P2 ”.