18/03/19

O terceiro lugar deixa Honda mais relaxada

A Honda revelou tranquilidade após conseguir seu primeiro pódio na Fórmula 1 em 11 anos, na sua primeira tentativa com a Red Bull no último domingo, mas ainda vê uma clara lacuna de desempenho para reduzir. Perguntado se achava importante conseguir esse resultado no início do relacionamento com a Red Bull, o diretor técnico da Honda F1, Toyoharu Tanabe, disse ao Motorsport.com:
“Acho que sim, estamos um pouco mais relaxados com a pressão. E também é outra motivação para o desenvolvimento. É um bom resultado.”
Verstappen passou na pista a Ferrari de Sebastian Vettel para terminar em terceiro lugar, e pressionou a Mercedes de Lewis Hamilton nos momentos finais. Tanabe admitiu que “ver isso na TV foi bom”, mas enfatizou que a Honda deve continuar a melhorar, pois Ferrari e Mercedes ainda mantêm uma vantagem no desempenho do motor. Valtteri Bottas, vencedor da corrida pela Mercedes, terminou mais de 20 segundos à frente de Verstappen.
“Temos alguns dados dos testes de Barcelona e temos algo a partir daqui. Vimos novamente uma desvantagem clara entre as principais equipes. O pódio não traz nenhuma mudança nas metas ou expectativas”, ressaltou Tanabe
Todos os quatro carros de motor Honda chegaram ao final da corrida de abertura da temporada, com Daniil Kvyat marcando um ponto para a Toro Rosso em 10º. O resultado da Red Bull incluiu a derrota das Ferraris por quase meio minuto, mas Tanabe é cauteloso.
“Precisamos pensar sobre o desempenho da Ferrari depois do teste de Barcelona, onde eles foram fortes. Nesta pista fomos mais velozes que a Ferrari. Não sabemos se, quando voltarmos a Barcelona a Ferrari ainda estará forte lá. É uma combinação das características do carro, do piloto e das características da pista. Não é fácil dizer onde está nosso desempenho agora. Fomos para um lugar diferente, talvez estejamos em uma posição diferente. Mas no geral, o resultado e o ritmo da corrida foram encorajadores.”

Verstappen expressou sua satisfação com o motor Honda e com o pódio alcançado na primeira corrida do ano. “Se eu comparasse as velocidades máximas com as outras duas equipes, ficaria muito feliz com isso, e acho que, em geral, o motor funcionou muito bem, sem problemas, acho que o tempo dirá se podemos lutar pelo primeiro lugar. Lutar pelo segundo lugar foi um sentimento muito positivo, especialmente depois da sexta-feira, A Honda ter seu primeiro pódio na era V6, eu acho que é um ótimo começo, e é por isso tenho grande reconhecimento para eles. Estou muito feliz pela equipe e pela Honda, que trabalhou muito bem”.