17/01/19

Niki Lauda recebe alta e já está em casa

Niki Lauda recebeu, na quarta-feira, alta do hospital AKH, em Viena, onde foi internado no início do ano devido a uma gripe que o atingiu durante as férias de Natal em sua casa em Ibiza. Como seu sistema imunológico ainda é fraco por causa do transplante de pulmão a que foi submetido no verão, Lauda, que completa 70 anos no dia 22 de fevereiro, foi levado ao hospital para observação. Agora, sua condição melhorou e os médicos o autorizaram a voltar para casa.
Lauda foi operado com urgência em 2 de agosto, após as complicações relacionadas a uma infecção respiratória, e deixou o hospital no final de outubro, após um transplante de pulmão. Algumas semanas atrás, o tricampeão mundial disse que estava otimista sobre seu processo de recuperação, a ponto de se ver de volta nos boxes para acompanhar as corridas ao vivo já na próxima temporada.
Lauda conquistou o título mundial de pilotos em 1975, 1977 e 1984 com a Ferrari e a McLaren. Em 1976, sofreu acidente durante o Grande Prêmio da Alemanha, em Nurburgring, teve queimaduras graves em seu rosto, mãos e pulmões, mas voltou à ação seis semanas depois.
Mais tarde, ele se tornou um empresário de linha aérea e foi nomeado presidente não-executivo da Mercedes em 2012. Após deixar as pistas em definitivo, continuou ligado à Fórmula 1, primeiro como consultor da Ferrari na década de 90 e depois na Jaguar, entre 2001 e 2003, como diretor-técnico.
Niki Lauda foi casado, entre 1976 e 1991, com Marlene Krus, com quem teve dois filhos: Mathias e Lukas. Também tem um filho, Cristoph, fruto de uma relação extraconjugal.
Em 2008 casou-se com Birgit Wetzinger, uma comissária de bordo que trabalhava em sua empresa aérea. Com Birgit, 30 anos mais nova que ele, teve mais dois filhos, o casal de gêmeos Max e Mia. Birgit doou um rim para Niki Lauda, para transplante feito em 2005.