17/08/16

Nasr diz que, agora, o foco está em 2017

nasr rioFelipe Nasr e seu companheiro Marcus Ericsson ainda não marcaram pontos nesta temporada e a Sauber ocupa a última posição, atrás da Manor, que tem um ponto conquistado por Pascal Wehrlein. Mas o brasileiro diz que tomar o 10º lugar da rival não é o mais importante para sua equipe, pois o foco já está voltado para o ano que vem.
A recente venda da Sauber à empresa Longbow Finance permitiu que a equipe fizesse atualizações no carro de 2016, sendo a maior delas planejada para estrear na Bélgica. Mas Nasr faz questão de ressaltar que agora a equipe está de olho em 2017.

“Apesar de estarmos trabalhando duro para levar esta atualização para Spa, já temos muita coisa direcionada para o carro de 2017. Mas ainda sinto que, como temos algumas corridas pela frente, poderemos tentar marcar um ponto se conseguirmos fazer o carro funcionar”, disse o brasileiro ao Motorsport.com.
Indagado sobre o quanto é crítico para a Sauber pelo menos passar a Manor no final do campeonato de 2016, Nasr disse: “Não acho isso tão crítico. E não estou desistindo, a equipe não está desistindo, nós queremos marcar pontos. Faremos o possível”.

Felipe Nasr negou estar assumindo posições políticas por ter visitado o atual presidente Michel Temer nesta semana.

“Não vim aqui demonstrar apoio. Vim como representante do Brasil mostrar minha disposição de ajudar o país. Sou um representante do meu país, independente da festa ou de gostar ou desgostar”, disse Nasr ao jornal O Estado de S. Paulo.
Nasr também negou que sua visita estava ligada a patrocínios, mas admitiu:

“Patrocínio é essencial para qualquer atleta, não apenas para os do esporte a motor”.