26/02/19

Mercedes faz uma ampla atualização do W10

A Mercedes iniciou o segundo teste de pré-temporada da Fórmula 1 em Barcelona nesta terça com uma série de novos componentes aerodinâmicos em seu carro na busca de desempenho extra.
Eis as principais mudanças, apontadas por vários sites da F1.
A equipe corre com um design de asa dianteira visivelmente diferente dos outros vistos no grid, com o uso de um design de endplate que parece guiar o fluxo de ar para dentro, em vez dos habituais endplates usados para desviar para fora o ar, como em todos os outros carros.
Embora parecesse anteriormente que a combinação do endplate e do ajustador do flap da asa dianteira juntos poderiam canalizar o fluxo de ar ao redor do pneu, a Mercedes ressurgiu para a segunda semana de testes com um novo design.
O novo endplate agora direciona o fluxo de ar para fora, e o canto superior na borda apresenta um pequeno corte quadrado, que termina a produção do vortex que pode ser guiado para fora pelo fluxo de ar.
O bico também passou por uma nova mudança, onde as bordas superiores de cada lado do logotipo da Pirelli foram adicionadas. Isso dá ao fluxo de ar um caminho mais fácil para descer da área da superfície, desenvolvendo uma zona de baixa pressão maior por baixo.
Juntas, essas mudanças parecem indicar os primeiros passos da Mercedes para resolver os problemas de dirigibilidade relatados pelos pilotos após o primeiro teste, com o objetivo de aumentar o downforce na frente. Duas aletas foram colocadas na parte superior do anteparo do chassi também, em ambos os lados da saída do duto S, oferecendo controle extra sobre o fluxo de ar em torno dos componentes de suspensão e do chassi abaixo.
Além disso, o assoalho também apresenta uma série de novas adições, incluindo seis novas aletas ao longo da borda. Três delas ajudam a direcionar o fluxo de ar para fora através do espaço do assoalho primário, enquanto as outras três estão agrupadas para desenvolver coletivamente mais outwash dianteiro pelos buracos traseiros cortados diagonalmente no assoalho.
A equipe também adicionou uma nova asa em T à parte inferior da tampa do motor, colocando elementos para ajudar a limpar o fluxo de ar à frente da asa traseira e obter um pouco mais de downforce.
Mantendo o desenho de cada lado da asa, um vórtice pode continuar a se formar abaixo da asa traseira, aumentando o efeito da superfície de sucção.

(se chegou até aqui, não deixe de clicar num anúncio)