09/06/19

Lewis: “Não era assim que queria vencer”

“É claro que não era assim que eu queria vencer. Eu acelerei até o fim para ultrapassar Sebastian, eu o forcei a cometer um erro, tive espaço para passa-lo, mas tive que abrir por causa do jeito que ele voltou à pista”.
Essa foi a opinião exposta por Hamilton, ainda na pista, depois da corrida, sobre o incidente que lhe proporcionou a vitória no Canadá.
Quando foi informado de que Vettel não estava de acordo com a penalidade, ele acrescentou: “Essa é a opinião dele e todo mundo tem o direito de ter a sua. Eu fiz a curva normalmente e quando você volta para a pista tem que procurar fazê-lo com segurança e não retomar imediatamente a trajetória. Eu sei o que é perder uma corrida e não é bom. Talvez quando a adrenalina não estiver na superfície, ele vai pensar diferente”.
Hamilton reconheceu que, apesar de ter somado 25 pontos, a vitória não foi tão gratificante por não ter sido o primeiro a cruzar a linha de chegada. Ele acredita que modificações devem ser feitas no regulamento para que as sanções sejam cumpridas na pista.
A penalidade para Vettel não agradou o público presente no circuito de Gilles Villeneuve e o britânico recebeu algumas vaias na cerimônia do pódio.
“Eu não tomei a decisão, eu não entendo porque eu sou vaiado, há pessoas com uma mente muito fechada que só olham para uma direção, mas eu ainda as perdoo”, disse ele.
Hamilton não conseguiu bater Vettel na pista devido ao bom desempenho do SF90 na pista canadense e o piloto da Mercedes destacou a dificuldade de lutar contra a unidade de potência de Maranello.
“Depois do início, eles foram muito rápidos, foi difícil chegar perto, não tive tempo de beber, houve um momento que achei que era meu, mas nas retas eles tiveram muita vantagem. No final, eu não poderia passá-lo, pois sofri com os freios e os pneus foram muito cansados”, explicou Hamilton para terminar.