04/05/19

Leclerc também perdeu tempo no Azerbaijão

Assim como Lewis Hamilton, Charles Leclerc também perdeu tempo na entrada da segurança virtual (VSC), durante o GP do Azerbaijão.
Lewis Hamilton perdeu 2,5 segundos em relação ao seu companheiro de equipe e, apesar de admitir que a culpa foi dele, a Mercedes vai investigar a situação e fazer as mudanças necessárias para que isso não aconteça novamente.
Charles Leclerc perdeu muito mais, até seis segundos, em circunstâncias diferentes e o piloto da Ferrari, que já havia feito a parada e estava se preparando para voltar com pneus macios, viu sua corrida truncada por esse “infortúnio”.
Depois de se mostrar como a ameaça máxima do Mercedes nos treinos livres, ele cometeu um erro grave na classificação e foi forçado a sair da oitava posição, devido a várias penalidades e tentou uma estratégia diferente de seus rivais, com pneus médios. Quando os pneus da Mercedes e do seu parceiro Sebastian Vettel declinaram e os forçaram a parar, Leclerc continuou liderando a corrida, mas a alegria duraria apenas algumas voltas, até ele também ter que parar.
Com a implantação da segurança virtual, Leclerc perdeu muito tempo apenas por causa da área da pista onde estava. Seus rivais estavam no primeiro setor quando a bandeira verde chegou e eles conseguiram acelerar ao máximo, enquanto o monegasco, bem atrás, ainda estava na zona sinuosa e estava estagnado.
Pouco antes da segurança virtual, Leclerc estava 31,6 segundos atrás de Bottas e 24 segundos atrás de Verstappen. Quando a corrida foi relançada, o monegasco passou pela linha de chegada a 37.6 segundos de Bottas e 29.3 segundos de Verstappen. Ele perdeu 5,3 segundos em relação ao holandês e até 6 segundos contra o finlandês, segundo informação do site soymotor.net.