22/09/19

Leclerc pede explicações sobre estratégia

No pit stop, Charles Leclerc deixou de conquistar, no GP de Cingapura, a terceira vitória consecutiva, depois dos sucessos em Spa e Monza. Até a metade da corrida o hat-trick parecia certo, mas Vettel, que fez a sua parada uma volta antes, o ultrapassou antes que deixasse a pit lane e ganhou a corrida.
Depois das três entradas do carro de segurança, o piloto monegasco pediu autorização para lutar com o companheiro, mas recebeu ordem para que não fizesse manobras arriscadas que pusessem em risco a dobradinha. No final, quando foi cumprimenta-lo, Mattia Binotto, afirmou que lhe daria as explicações necessárias após a cerimônia do pódio. Leclerc enfatizou esperar, mesmo, explicações para entender melhor o que aconteceu no pit stop.
“Não sei que explicações esperar da equipe. O que tenho certeza é que a decisão não foi tomada contra mim, mas a favor da equipe. Entendo isso completamente e é isso que devemos sempre fazer. É claro que é difícil aceitar a decisão do cockpit. Não sei se era possível me fazer parar primeiro e ainda conseguir uma dobradinha. Acho que não era possível, caso contrário, eles teriam feito isso, sem dúvida. Certamente entendo a situação agora com a cabeça fria, no entanto, ainda espero algumas explicações para entender bem a decisão. Estou especialmente feliz pela equipe. Porque eles conseguiram melhorar muito o carro e esse resultado é totalmente merecido. Chegamos aqui esperando que pelo menos um carro subisse ao pódio e, em vez disso, voltamos para casa com o melhor resultado da temporada, um ótimo um-dois”. Todo mundo merece. Estou feliz por eles e por Sebastian, porque, depois do que aconteceu no Canadá, é bom que ele tenha vencido. Esperamos que a próxima corrida seja boa para mim “.
Mattia Binotto explicou que a equipe quis assegurar a dobradinha e por isso foi correto parar Vettel antes que Leclerc. Normalmente, as equipes costumam parar o piloto que está na frente, para beneficiá-lo, não ao companheiro, que está atrás. Mas hoje, a os italianos consideraram que sacrificar o monegasco seria a melhor maneira de garantir os dois primeiros lugares.
“Creio que era o melhor para conseguir a dobradinha, fim de história. Paramos Seb antes para protegê-lo de Verstappen e adiantar-se a Hamilton. Foi uma decisão acertada. Vettel foi muito rápido e assim são as corridas e se merece a vitória” disse Binotto à Movistar.
Não sou estúpido, não vou fazer nenhuma bobagem. Quero a dobradinha, mas não me parece justo. Falaremos depois da corrida”, comentou Leclerc na pista.
“Entendo que é frustrante para Charles, mas quando entender tudo o que aconteceu, estou certo que aceitará”, disse Binotto.