24/01/19

Irvine dispara críticas a Vettel e Hamilton

O ex-piloto Eddie Irvine, que quando estava em atividade nunca se caracterizou por declarações comedidas ou atuações pública ou particulares, continua caustico em seus comentários. Suas “vítimas” mais recentes foram Sebastian Vettel, que ele diz estar sendo supervalorizado, e Lewis Hamilton, que não estaria no nível de Michael Schumacher.
“Creio que Vettel é bom se está na frente de todo mundo e não tem com quem competir. Quando você vê Lewis, Lewis está centrado em competir e ir em frente. Veja Vettel. Quando ele compete com alguém está centrado no outro piloto, com faz, por onde vai, por isso inevitavelmente se choca com o outro”, comentou Irvine na BBC da Irlanda do Norte, seu país.
E o ex-piloto foi além:
“Isso acontece todo o tempo. Creio que Vettel é um bom piloto, mas não o vejo como um tetracampeão do mundo… simplesmente não vejo. Acho que está tremendamente “sobrevalorizado”. Acho que só sabe fazer uma coisa. Lewis tem talento mais amplo. Na minha opinião, uma das qualidades que mais diferenciam Vettel de Hamilton é a fortaleza mental. Hamilton sabe enfrentar a adversidade e lua até que a bandeira quadriculada é agitada, já o alemão não é assim e é isso que o impede de mais vitórias e reconhecimento”.
Mas, apesar de elogiar Hamilton, Irvine diz que o inglês não está à altura de Michael Schumacher, que foi companheiro dele na Ferrari:
“Quando Lewis e Button estavam juntos na McLaren, foi Button que esteve na frente durante dois anos, Ninguém conseguiu isso com Michael. O nível de rendimento de Michael era consistentemente alto, embora Lewis também tenha um talento incrível. Quando Lewis chegou à Fórmula 1 era fantástico vê-lo e suas ultrapassagens não comparáveis a ninguém mais. Provavelmente é o melhor “ultrapassador” que Michael. Mas por ritmo e enquanto consistência durante todo o fim de semana acho que ninguém chega ao nível de Michael. Nem Senna”.