30/06/19

Inconformado, Leclerc pede punição a Max

“Sinceramente, de dentro do cockpit, não parecia uma batalha correta naquela volta. Antes disso, tudo correu bem, ele já havia feito uma tentativa na mesma curva na primeira volta, mas me deixou o espaço de saída. Na segunda tentativa, não me pareceu que tivesse deixado o espaço. Eu ainda tenho que olhar para a imagem do lado de fora, mas do lado de dentro não me parece que tenha sido uma ação esportiva”.
Leclerc não se conformou com o resultado da corrida, achando que a ultrapassagem de Verstappen deveria ser punida e, em protesto, não quis participar da cerimônia do champanhe no pódio. Ele não escondia estar muito chateado com a ação de Max, mas estava satisfeito com sua performance,
“A abordagem foi a correta. Mas agora eu só quero ir para casa e conhecer a decisão dos comissários”
O diretor da equipe Ferrari, Mattia Binotto, não tem dúvidas sobre o contato a duas voltas do final, que decretou a vitória de Verstappen.
“O regulamento atual deve ser alterado, mas está claro, Depois do Canadá nós conversamos muito sobre isso e acho que é hora de mudar a abordagem com relação às decisões sobre as corridas, mas por enquanto os regulamentos atuais são esses”, declarou à Sky Sport Italia.
“Houve uma colisão e o fato é claro, forçando Charles a sair da pista e isso também está claro, então há todos os elementos para uma decisão simples. Mas agora esperamos pelo resultado e não podemos fazer mais nada. É claro que todo mundo gostaria de ver batalhas e ser capaz de aceitar essas situações. Uma coisa é querer aceitá-las, outra é o que são os regulamentos atuais. Esperamos que o ambiente do Red Bull Ring não influencie a decisão dos comissários de corrida, porque as regras são regras. Para nós, a regulamentação atual é clara. Leclerc teve uma ótima corrida do começo ao fim, eu acho que ele teria merecido a vitória pelo que ele fez “.
Binotto ficou muito satisfeito com a recuperação de Sebastian Vettel, embora parcialmente interrompido por um problema no rádio que impediu a execução correta do primeiro pit stop.
“Eu sinto muito por Seb, pelo pit stop, mas houve um problema no rádio que não passou a comunicação do estacionamento para parte da mecânica. Alguns ouviram, mas não todos e nos fizeram perder tempo precioso. Uma grande corrida. Com os pneus duros, ele atacou, empurrou e rapidamente se desgastou. É por isso que fomos forçados a fazer um novo pit stop. Não foi uma estratégia planejada, mas o resultado da situação que foi criada.”