14/08/16

Horner reconhece a importância do motor

MotorTagHeursO site pitpass.com diz que, no seu auge, em 2015, a deterioração da relação entre Red Bull e a Renault “era como um daqueles divórcios de Hollywood, muito confuso, muito público.” Dificilmente passava um dia sem a equipe austríaca lançar ataque público contra a fabricante francesa e ela chegou a procurar um novo parceiro, mais competitivo. Os quatro títulos consecutivos foram rapidamente esquecidos, assim como as três surpreendentes vitórias de surpresa de 2014 e a equipe austríaca ameaçou se afastar do esporte a menos que pudesse libertar-se da relação e obter um novo parceiro, lembra o site.

Um ano mais tarde e Christian Horner está pagando tributo à fábrica cujos motores ainda estão na parte de trás dos carros da equipe baseada em Milton Keynes, embora batizada como TAG-Heuer. A amargura de 2015 parece esquecida. Horner Renault diz que o motor está sendo um fator importante para reduzir à metade a diferença para Mercedes e superar a Ferrari.

“A área mais significativa é no motor, o crédito a quem merece crédito. Com a reestruturação, as mudanças de filosofia e as evoluções trazidas, o motor deu, claramente, um passo a frente. Nós já reduzimos à metade a diferença para Mercedes. Fizemos progressos no chassi e é claro que essas coisas têm de trabalhar em conjunto, mas o maior elemento, eu diria é o passo em frente no motor. O motor que temos este ano foi entregue absolutamente de acordo com o que foi projetado na pré-temporada. Se eles puderem fazer o mesmo novamente, então espero que realmente devemos reduzir essa diferença para a Mercedes de forma significativa, este ano e, quem sabe, o que eles têm para o próximo ano deve ser mais um bom passo. Nós nunca poderíamos ter imaginado em um milhão de anos.O que temos conseguido na primeira metade do ano tem sido muito positivo. É uma grande motivação para que todos voltemos à trajetória certa. Nosso sentimento é que devemos ficar mais forte na segunda metade do ano e espero que possamos colocar-nos numa boa luta com a Ferrari, conosco na cabeça no final do campeonato. Se pudermos construir sobre o que temos conseguido no primeiro semestre e se pudermos vencer a Ferrari será um resultado inacreditável”, discursou Christian Horner à Autosport.