10/03/19

Hamilton diz sonhar com teste na MotoGP

O atual campeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, disse que está “construindo” um “sonho” e se preparando para seu primeiro teste de MotoGP, mas admite que, primeiro, precisa de mais quilometragem em uma moto de corrida. Indagado se um teste na MotoGP era de fato um objetivo, Hamilton disse ao site oficial da MotoGP: “100% que eu terei um, estou querendo isso”.
“Preciso de mais dias em uma moto em primeiro lugar, porque só tive dois dias e meio na pista, mas adoraria experimentar uma moto de MotoGP. Esse é o sonho. Eu assisto todo fim de semana. Mesmo quando estou em um fim de semana de F1. Saio das minhas reuniões antes e depois das classificações para poder assistir as classificações daqui”, confessou Hamilton no Catar.
O piloto foi visto participando de uma reunião pós-classificação de Franco Morbidelli, da equipe da Petronas SRT neste fim de semana, em Doha.
“Conhecer Lewis foi uma ótima experiência para mim. Gostei muito, e fiquei muito surpreso ao ver como ele é como pessoa – ele é uma ótima pessoa, muito humilde, muito interessado neste esporte, muito apaixonado. Ele fez muitas perguntas sobre pilotagem, sobre como é a moto, o que você faz aqui, o que você faz lá, como é o consumo de pneus. Foi legal, e foi uma pena não ter tempo suficiente para falar mais com ele. Mas eu aproveitei o momento, e espero que ele tenha gostado também de viver esse momento dentro do box e ver como os pilotos de duas rodas agem ”, comentou Morbidelli.
A empresa de bebidas energéticas Monster pretende organizar uma troca de papéis entre o campeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, e Valentino Rossi, estrela da MotoGP. Como patrocinadora de Rossi e Hamilton, a Monster tem tentado a possibilidade de um evento como esse nos últimos três anos, mas não teve sucesso.
No entanto, como patrocinadora da Yamaha na MotoGP, substituindo a Movistar a partir de 2019, a marca pode agora aumentar o seu esforço para colocar Hamilton em uma M1 e Rossi ao volante de um Mercedes na F1.
“Essa possibilidade está sendo considerada há anos, mas não conseguimos fazer. Vamos ver o que acontece desta vez. Ainda não há nada firme, longe disso”, disse um porta-voz da Yamaha. ”
Os contratos de Rossi e Hamilton teoricamente impedem que qualquer troca de papéis ocorra antes do final da temporada de F1, no dia 1º de dezembro em Abu Dhabi.
Hamilton está no Catar para a abertura da temporada de MotoGP neste fim de semana, como convidado da patrocinadora da Mercedes, a Petronas, que patrocina a nova equipe satélite da Yamaha, a SRT, e acredita-se que a marca também esteja disposta a organizar o encontro.