19/06/20

FIA confirma o calendário com 8 corridas

Em reunião feita remotamente de vários locais do mundo o Conselho Mundial, de Esporte a Motor, entre outras decisões, tendo em vista a pandemia da Covid-19, definiu ontem o calendário do campeonato da Fórmula 1 para este ano. Foram confirmados oito Grandes Prêmios, os dois primeiros a serem disputados na Áustria, nos dias 5 e 12 de julho e o último na Itália, a 6 de setembro.
O calendário completo ficou assim:
03-05 julho – Áustria = Spielberg
10-12 julho – Áustria – Spielberg
17-19 de julho– Hungria – Budapeste
31 de julho – 02 de agosto– Inglaterra = Silverstone
07-09 agosto – Inglaterra – Silverstone
14-16 de agosto – Espanha – Barcelona
28-30 de agosto – Bélgica – Spa-Francorchamps
04-06 setembro – Itália – Monza
Após a reunião o Conselho soltou nota com a seguintes explicações:
A situação global da pandemia do COVID-19 continua a evoluir e, nas últimas semanas, o Conselho anotou a publicação de extensas diretrizes de ‘Retorno ao Esporte Motorizado’ preparadas pela FIA. sob a direção do Presidente da Comissão Médica, Professor Gérard Saillant, após discussões com a Organização Mundial da Saúde. Essas diretrizes estabelecem as melhores práticas para a execução de eventos, à medida que é possível fazê-lo de acordo com os regulamentos de saúde aplicáveis.
Especificamente em relação à retomada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA e de outros campeonatos e séries internacionais que ocorrem nos mesmos eventos (como o Campeonato de Fórmula 2 da FIA, Campeonato de Fórmula 3 da FIA e Supercopa da Porsche), o Conselho aprovou a adição do Apêndice S para o Código Esportivo Internacional – o Código de Conduta COVID-19.
A FIA consultou as orientações emitidas pelas autoridades de saúde pública e os conselhos de um especialista externo independente, a fim de reunir os protocolos estabelecidos neste Código de Conduta da COVID-19 para mitigar os riscos de transmissão da COVID-19 que possam surgem durante a realização de eventos que incluem uma rodada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA.
O escopo do Código de Conduta COVID-19 será expandido para outros campeonatos e para outras categorias de esporte a motor.
Na conclusão da eConference da FIA ontem (18 de junho), o Conselho ofereceu seu total apoio ao movimento #PurposeDriven da FIA. Como parte do movimento, a FIA se esforçará para atuar como um catalisador e um guia para o objetivo e a ambição do esporte de acelerar a responsabilidade de contribuir positivamente para a sociedade em todos os setores, incluindo saúde, segurança, economia, meio ambiente, educação, inclusão e diversidade. O Presidente da FIA, Jean Todt, convidou todos os membros da comunidade do esporte a se comprometerem com uma Promessa de Propósito e tomarem ações concretas nesse sentido.

Após a aprovação do Conselho dos Regulamentos Técnicos e Esportivos de 2020, 2021 e 2022 por votação eletrônica em 27 de maio, foram realizadas novas reuniões entre as equipes de Fórmula 1, os fabricantes de unidades de potência e a FIA para refiná-los. Os principais ajustes aprovados hoje pelo Conselho são os seguintes:

Alterações aos Regulamentos Esportivos para 2020
Vários ajustes para facilitar as operações de retorno às corridas como resultado da pandemia do COVID-19. Esses incluem:

Capacidade dos Administradores de operar remotamente em circunstâncias excepcionais, se as condições exigirem
Ajustes aos períodos de toque de recolher da equipe devido às condições de trabalho sob distanciamento social
Alterações aos regulamentos de alocação de pneus para dar maior flexibilidade operacional à FIA e à Pirelli
Introdução dos limites de pessoal da equipe na grade inicial
Ajustes a certos procedimentos de corrida (largada, retomada da corrida, etc.)
Definição da Cerimônia do Pódio para Eventos Abertos e Fechados para atender às restrições do COVID-19
Alterações dos regulamentos técnicos de 2020 e 2021
Aditamento do artigo 5.1.6, relativo ao caudal mássico do combustível com carga parcial
Ajustes e aprimoramentos ao artigo 22, relativos aos componentes homologados recém-introduzidos
Alterações ao Regulamento Desportivo de 2021
Refinamentos às restrições de testes aerodinâmicos
Alterações aos regulamentos técnicos de 2021
Limitação ao número de versões de software que uma equipe pode usar em um ano por questões de custo
Limitação no número de formulações de combustível e especificações de óleo de motor que podem ser aprovadas em um ano por problemas de custo.