08/04/19

Ferrari é otimista sobre mudança das regras

A Ferrari diz que há uma longa lista de tarefas que ainda precisam ser divulgadas pela Liberty Media sobre as futuras regras da Fórmula 1, mas continua otimista que um acordo possa ser alcançado.
Com a FIA e os proprietários da F1, a Liberty, querendo obter uma estrutura para as regras de 2021 até junho deste ano, as negociações com as equipes têm aumentado nas últimas semanas. Uma apresentação formal das ideias foi feita para as equipes em conjunto antes do GP do Bahrein e mais discussões individuais estão marcadas.
Embora ainda existam alguns problemas pendentes para as equipes, a Ferrari, em particular, acha que há motivos para se sentir otimista de que as coisas estão indo na direção certa.
Mattia Binotto, diretor da equipe, disse: “Não há muito tempo, mas para nós é mais importante ter certeza de que temos os acordos certos e não devemos ser pegos pelo tempo. Continuaremos discutindo com a FIA e a F1. Há muitos pontos que ainda precisamos discutir: receitas, regulamentos financeiros, regulamentos técnicos, padronização. A lista é bem longa. Mas não é porque a lista é longa que os compromissos estejam tão distantes também. Eu sou positivo no nível de discussão e colaboração que temos. É por isso que estou otimista que encontraremos o equilíbrio certo. ”
Uma possibilidade que surgiu da reunião, com apoio de várias equipes, é que a publicação dos regulamentos sobre carros seja adiada até dezembro. Mas tal atraso exigiria alguma forma de acordo unânime, pois o Código Esportivo da FIA diz que as principais mudanças na regulamentação – como as para 2021 – precisarão estar em vigor até junho deste ano.
Entende-se que as equipes estão investigando as implicações legais de um atraso para ver o que pode ser alcançado.
Refletindo sobre o progresso das negociações de regras, Binotto acrescentou: “O processo ainda está em andamento. Ainda há pontos em que há alguma distância em relação à posição deles [FIA] e ao que acreditamos que deveria ser a posição correta da Ferrari, mas ainda estamos discutindo. Eu acho que vai ser bom para a F1 encontrar o acordo certo e tenho certeza que faremos isso.”