14/05/19

Bottas lidera os testes e Pietro Fittipaldi é 7º

Valtteri Bottas foi o mais rápido e o brasileiro Pietro Fittipaldi, com carro da Haas, foi o 7º entre os 13 pilotos que participaram do primeiro dia de testes coletivos da F1, em Barcelona. O finlandês que já tinha ficado em primeiro com o tempo de 1m16s525, consolidou a liderança à tarde, com 1m15s511, ficando a 105 milésimo da pole position do GP da Espanha, no domingo. Pietro Fittipaldi não conseguiu melhorar à tarde o tempo de 1m18s643, obtido pela manhã. Charles Leclerc, da Ferrari, ficou com a segunda colocação. Daniil Kvyat, da Toro Rosso, foi o terceiro. Pierre Gasly, da Red Bull, e Nico Hülkenberg, da Renault, completaram o top-5.

Bottas recorreu ao pneu mais extremo de toda a gama da Pirelli o C5, para executar três simulações de classificação faltando uma hora para o final do dia. O primeiro deles um 1m15s511, bastou para dominar a classificação e ficar perto do 1m15s406 com que fez a pole no sábado, e é o recorde na configuração atual da pista.

Os testes começaram às 5 da manhã no Brasil e terminaram até 14 horas (18 hs na Espanha), com intervalo para almoço entre 13:00 e 14:00. As condições do tempo foram esplêndidas e a prática teve duas bandeiras vermelhas, a primeira devido a um acidente com Callum Ilott, que perdeu o controle do seu Alfa Romeo na curva 3, e a parada de Pierre Gasly, em lugar perigoso na linha de chegada.

Sebastian Vettel, Sergio Perez e Pietro Fittipaldi testaram os pneus pretos da Pirelli para a temporada de 2020.  De manhã, Valtteri Bottas encadeou 10 voltas com o pneu C3. Seus tempos diminuíram progressivamente em cada período até chegar a 1m6s 525. Charles Leclerc também trabalhou com o mesmo composto, com o qual ele fez um 1m17s322, oito décimos de segundo atrás do finlandês.

Carlos Sainz pilotou a McLaren MCL34 apenas durante a sessão da manhã e, em 64 voltas, com o composto C2, marcou 1m18s263. Assim como Valtteri Bottas, ele rodou com sensores de grades para aprofundar as melhorias no carro.

A tarde, Norris não foi à pista durante a primeira hora e Nico Hülkenberg ficou na pit lane por três horas antes de seguir em frente. Callum Ilott, novato da Ferrari, perdeu o controle de seu Alfa Romeo e atingiu as proteções na curva 3, quando completou 41 voltas do circuito. E Pierre Gasly voltou para sua garagem a pé depois que seu Red Bull parou na reta final com um aparente problema de transmissão.

A classificação nesse primeiro dia de testes ficou assim:

Posição Piloto Equipe Tempo Voltas
Valtteri Bottas Mercedes 1m11s511(C5) 131
Charles Leclerc Ferrari 1m16s933(C2) 131
Daniil Kvyat Toro Rosso 1m17s679 (C4) 121
Nico Hulkenberg Renault 1m18s051 (C3) 68
Pierre Gasly Red Bull 1m18s149 (C3) 118
Carlos Sainz McLaren 1m18s263 (C2) 64
Pietro Fittipaldi Haas 1m18s326 (P) 103
N. Yellily Racing Point 1m18s361 (C 111
Sebastian Vettel Ferrari 1m18s425 (P) 133
10º Lando Norris McLaren 1m18s567 (C 3) 44
11º Sergio Perez Racing Point 1m19s719 (P) 118
12º Callum Ilott Alfa Romeo 1m19s819 (C2) 41
13º Nicholas Latifi Williams 1m20s670 (C2) 133