27/03/19

Alonso reage a declarações de Montezemolo

Fernando Alonso e Luca di Montezemolo, ex-presidente da Ferrari, envolveram-se numa polêmica, esta semana, através da internet.
Na última edição do podcast “Beyond the grid”, Montezemolo diz achar que Alonso não teve sorte de correr pela Ferrari quando a equipe era mais competitiva, e que o espanhol não tinha a mesma personalidade de união de Michael Schumacher e Niki Lauda.
” Número um: para ser honesto, ele teve azar de estar na Ferrari quando a Red Bull era igual – ou muito perto de ser – como Ferrari era no início dos anos 2000″. Segundo: eu não gosto, mas tenho que dizer isso. Ele não teve sorte. Ele perdeu o campeonato no Brasil em 2012, quando Sebastian Vettel bateu na primeira volta com Bruno Senna e continuou. Ou, quando a equipe cometeu um grande erro em 2010, quando era o suficiente para ele terminar em quarto. Perdemos o campeonato na última corrida. Terceiro: seu personagem. A maior diferença entre Michael e também Niki, é que ele era Alonso – não Alonso com a Ferrari. Quando ele vencia ele estava feliz. Quando ele não vence, é problema da equipe. Ele era menos próximo do time do que Michael e Niki. E particularmente nos momentos difíceis. Estar perto do time nos bons momentos é fácil, afirmou Montezemolo, que também elogia Alonso:
“Quando se trata de performance, Fernando foi muito bom. Para mim ele pertence à mesma categoria de Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. E na corrida ele está muito perto de Michael, porque na corrida ele é um piloto fantástico. O fato de ele ter perdido a luta pelo título em 2010 e 2012 não foi devido a seus erros. Se ele tivesse vencido um campeonato, estaríamos falando sobre algo diferente. Estamos falando sobre aquele Alonso, que apesar de muitos anos sem o melhor carro, tinha chances de vencer o título. Alonso é muito forte. Eu acredito que Alonso é provavelmente o melhor piloto do mundo até os dias atuais. Talvez não seja tão rápido nas classificações, onde eu acho que Hamilton e Vettel são talvez mais rápidos, mas na corrida ele é inacreditável – uma máquina”.
Em resposta ao tuite das contas do Official F1, o bicampeão mundial, depois de
série de emoticons “chorando de rir”, disse:
“Tinha uma razão por eu não seguir essa conta até agora. Hoje vocês me relembraram o motivo. O presidente nunca disso isso. Especialmente depois de marcar 80% dos pontos do nosso time. Corremos bem, juntos, com nosso coração e lutamos até a última corrida para sermos campeões”.
Essa não é a primeira vez que Alonso e Montezemolo se enfrentam.
Em 2013, Montezemolo rebateu críticas do piloto ao trabalho da equipe, “que não agradaram nem ao presidente nem ao resto da equipe”. Em 2014, mesmo depois de ser elogiado, o espanhol reclamou da falta de apoio do então presidente da Ferrari.
Fernando Alonso disputou cinco temporadas pela Ferrari e perdeu dois títulos na última corrida, em 2010 e 2012, além de ter obtido um terceiro vice-campeonato em 2013. Ao todo, o espanhol obteve 11 vitórias pela equipe, mesmo número de Felipe Massa.