15/02/19

Alonso é “piloto de reserva”, diz a McLaren

Fernando Alonso pode ser considerado um “piloto de reserva” na McLaren este ano, segundo revelou o CEO Zak Brown à agencia Europa Press, no lançamento do novo carro laranja e azul da equipe. .
“Fernando ainda faz parte do time com nosso projeto Indy 500. Eu acho que é provável que não anunciaremos um piloto de reserva, mas acho que há pilotos que, se precisarmos de alguém a curto prazo, podem desempenhar esse papel.”
Acredita-se que Brown não esteja se referindo ao piloto de testes oficial Sergio Sette Câmara, que está vinculado à McLaren, mas não possui a Superlicença da FIA. E com Sérgio Sette Câmara não podendo atuar por falta de pontos de superlicença, espanhol pode ser escolhido pela equipe, caso necessite.
A McLaren assinou com Sérgio Sette Câmara como piloto reserva no final de 2018, mas o brasileiro ainda não pode pensar em uma Superlicença, pois não tem pontos suficientes e não pode correr, caso a equipe precise de um substituto. Nyck de Vries, outro piloto do programa da McLaren, tem pontos suficientes para uma superlicença, mas a equipe não especificou um papel para ele. .
Fernando Alonso se retirou da Fórmula 1 no final da temporada passada, mas continua ligado à equipe por meio do projeto das 500 Milhas de Indianápolis.
Brown disse no final de 2018 que a McLaren havia falado com Alonso sobre a possibilidade de testar o carro de 2019 antes do início da temporada.
No entanto, nesta quinta-feira, afirmou que o plano agora é usar apenas Carlos Sainz Jr. e Lando Norris.
“Vamos tê-los um dia de cada vez. Estamos nos concentrando em nossos pilotos. Toda vez que você entra em testes de pré-temporada e faz tudo de forma confiável e com desempenho você tem um plano definido e você faz isso um dia de cada vez” filosofou Brown.