28/01/19

Alonso é 3º campeão da F1 a ganhar Daytona

Fernando Alonso é o terceiro campeão de F1, depois de Phil Hill e Mario Andretti, a vencer as 24 horas de Daytona, disputada ontem, nos Estados Unidos. Depois dessa vitória e de ter vencido em Le Mans, só falta ganhar as 500 Milhas de Indianapolis para Alonso conquistar a chamada Tríplice Coroa do automobilismo mundial, igualando-se ao britânico Graham Hill.
O piloto espanhol, que se aposentou da F1 no final de 2018, venceu a corrida nos Estados Unidos na chuva, ao lado de Renger van der Zande, Kamui Kobayashi e Jordan Taylor, no Wayne Taylor Racing Cadillac.
A corrida no circuito da Flórida foi interrompida duas vezes por causa da chuva. A maior parte das oito horas finais do evento foi realizada sob uma bandeira amarela e a corrida foi interrompida por bandeira vermelha nas últimas duas horas. O resultado foi declarado após 23 horas e 50 minutos, com o Cadillac de Felipe Nasr em segundo e o Penske de Ricky Taylor em terceiro.
Alonso disse que a vitória “ocupará um lugar muito alto” na carreira dele, devido as condições que tanto ele quanto a equipe tiveram que enfrentar para alcançar a primeira posição. Assim como em Le Mans, o espanhol surpreendeu com seu ritmo de corrida, especialmente à noite, quando levou seu Cadillac 10 à primeira posição.
O piloto disse que o entrosamento com a equipe foi incrível e eles cumpriram o objetivo que se propuseram antes da corrida: não cometer erros.
“Foi incrível. Simplesmente foi uma experiência incrível estar com essa equipe, primeiro durante os testes e, agora, na corrida. Executamos uma corrida perfeita. Houve condições muito diferentes e fomos competitivos em todas: no seco, no molhado, à noite e de dia. Estou realmente contente pela equipe e por todos os garotos”, disse o piloto.
O stint final, quando forçou Felipe Nasr a um erro, foi um dos, pontos chave da Konica Minolta Cadillac nº 10 chegar à vitória, em uma corrida em que não era favorita, devido o ritmo da Acura e Mazda em provas anteriores.