Publicidade
16/04/17

Vettel vence o GP do Bahrein e assume liderança isolada

Sebastian Vettel, da Ferrari, venceu o GP do Bahrein, na sua segunda vitoria na atual temporada e assumiu a liderança isolada do Campeonato Mundial da Fórmula 1 de 2017. Foi a44ª vitória do piloto alemão, que estava empatado com Lewis Hamilton em 43 pontos e passou a ter 78, com vantagem de 7 pontos sobre o rival. Além de uma atuação impecável, dois outros fatores levaram Vettel à vitória. Primeiro, a foi a sua primeira parada no box pouco antes da entrada de um carro de segurança, por causa de um choque entre Lance Stroll e Carlos Sainz. Enquanto  todos os demais concorrentes paravam para troca de pneus, ele aproveitou para assumir a liderança, que praticamente garantiu até o fim. Outro fator foi a punição de 5 segundos sofrida por Lewis Hamilton, por retardar a entrada no box, prejudicando Daniel Ricciardo. No final, mesmo com jogo de equipes imposto pela Mercedes, permitindo a ultrapassagem sobre Bottas, na volta 47, e com várias voltas mais rápidas, não conseguiu desfazer a diferença e alcançar Vettel.

Na largada, Bottas manteve a pole, mas Hamilton, que largava da parte suja da pista, titubeou e foi ultrapassado por Vettel. Massa também passou por Hulkenberg e Raikkonen e pulou para o 7º lugar, posição em que terminaria a corrida. Logo no início, na parte sinuosa da pista, Vettel pressionou o líder, mas na reta Bottas conseguiu abrir boa vantagem e manter a posição. Pouco depois, com bandeira amarela causada por Kevin Magnussen, Vettel faz a troca de pneus e, na relargada, resiste ao ataque de Bottas.

Durante grande parte da corrida, o pelotão da frente formava um verdadeiro trenzinho, sem grandes emoções, que só eram despertadas por algumas disputas no meio do campo, entre Alonso, Palmer e Kvyat. E chamou a atenção mais uma vez a reclamação de Alonso contra o motor Honda, que ele disse ser dos piores que já usou e com tão baixa potência que acaba ultrapassado por outro carro que estava a 300 metros de distância.

No final, a corrida voltou a ficar interessante, graças a disposição com que Hamilton perseguiu Vettel, especialmente após a troca dos pneus com os quais tinha corrido mais de 30 voltas. Com os novos pneus macios, fez três vezes a volta mais rápida, culminando com 1m32s798, na 46ª, sem, contudo alcançar o rival.

A classificação final da corrida foi a seguinte:

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
Sebastian Vettel Ferrari 1h33sm53s374
Lewis Hamilton Mercedes a 6s660
Valtteri Bottas Mercedes 20s397
Kimi Raikkonen Ferrari 22s475
Daniel Ricciardo Red Bull 39s346
 Felipe Massa Williams 54s326
Sergio Perez Force India 1m02s606
Romain Grosjean Haas 1m14s865
Nico Hulkenberg Renault 1m20s188
10º Esteban Ocon Force India 1m35s711
11º’ Pascal Wehrlein Sauber 1 volta
12º Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
13º Jolyon Palmer Renault 1 volta
Não completaram
Fernando Alonso McLaren 54 -motor
Marcus Ericsson Sauber  50-câmbio
Sainz Jr. Toro Rosso 12-colisão
Lance Stroll Williams 12-colisão
Max Verstappen Red Bull  17-freios
Kevin Magnussen Haas  8 – elétrica
Não largou
Stoffel Vandoorne McLaren  motor

 

A classificação dos pilotos passou a ser esta:

 

 

Posição Piloto Pontos
Vettel 68
Hamilton 61
Bottas 38
Raikkonen 34
Verstappen 25
Ricciardo 22
Massa 16
Perez 14
Sainz Jr. 10
10º Grosjean 4
11º Magnussen 4
12º Ocon 3
13º Hulkenberg 2
14º Kvyat 2’
15º Wehrlein 0
16º Giovinazzi 0
17º Palmer 0
18º Vandoorne 0
19º Alonso 0
20º Ericsson 0
21º Stroll 0

 

A classificação das equipes. agora, é esta

Posição Piloto Pontos
Ferrari 102
Mercedes 99
Red Bull 47
Force India 17
Williams 16
Toro Rosso 12
Haas 8
Renault 2
Sauber 0
10º McLaren 0