19/01/19

Presidente indicado deixa Renault antes de assumir cargo

Thierry Koskas, que havia sido designado novo presidente da Renault Sporting Racing, deixou a equipe antes mesmo de assumir o cargo.
Ele tinha sido nomeado presidente da Renault Sport em novembro e participou do Grande Prêmio de Abu Dhabi em busca de informações para exercer suas funções. Todavia, 18 dias antes começar a trabalhar, a Renault anunciou a saída dele de todo o grupo.
Um porta-voz da Renault Sport não esclareceu a situação, mas enfatizou que Jerome Stoll, continuará no cargo de presidente da Renault Sport Racing e Cyril Abiteboul segue como chefe de equipe
O Grupo Renault-Nissan, a terceira maior empresa automobilística do mundo, está em turbulência após a prisão do ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, por crimes financeiros no Japão.
Ghosn, que foi fundamental no retorno da Renault à F1 como construtora em 2016, está detido sob a acusação de quebra de confiança, e crimes financeiros, que ele nega.
Stoll, de 64 anos, está na Renault desde 1980, se tornando presidente de seu braço esportivo em 2016.