05/03/19

Pilotos escolhem pneus mais macios para estreia dia 15

Como no ano passado, todos os pilotos optaram pelos compostos mais macios da gama oferecida pela Pirelli, para a corrida de estreia no campeonato de 2019, no próximo dia 15, na Austrália. A fábrica italiana colocou à disposição das equipes os compostos C2 (branco, duro), C3 (amarelo, médio) e C4(vermelho, macio).
A Mercedes, Ferrari e Red Bull terão um total de nove jogos de compostos C4. Todos os pilotos das três principais equipes decidiram por apenas um jogo duro, exceto Charles Leclerc, que terá dois à sua disposição. O monegasco também terá dois jogos de médios, enquanto Lewis Hamilton, Valtteri Bottas, Pierre Gasly, Max Verstappen e Sebastian Vettel poderão usar dois jogos de médios. A McLaren também terá nove conjuntos de pneus macios, dois médios e dois duros.
A Renault é a única equipe que decidiu por dez jogos macios para seus dois pilotos. Daniel Ricciardo terá um duro e dois médios e seu parceiro, Nico Hülkenberg, terá um macio e dois médios.
Nesta temporada com novo sistema de identificação de pneus as cores serão limitadas a vermelho, amarelo e branco para os compostos macios, médios e duros respectivamente. Após o desaparecimento de dois dos sete compostos da última temporada, a Pirelli utilizará cinco, dos quais três serão selecionados para o evento. Cada piloto pode ter à disposição em cada corrida 13 jogos de pneus.
As escolhas dos pilotos foram as que se veem na reprodução abaixo.

Ricciardo promete capacete criativo

Daniel Ricciardo diz que vai mostrar novo capacete no Grande Prêmio da Austrália. Nos testes de pré-temporada, Ricciardo correu com um capacete de “teste”, no entanto, enquanto se prepara para a corrida de abertura do ano, o australiano revela no seu país mostrará um design “criativo”, trabalhado por vários meses.
“Eu tenho trabalhado com um artista australiano, e ele vem trabalhando nisso há alguns meses. Vou mostrar em Melbourne e com certeza vai ser diferente. Não vai ser tradicional e típico com um halo e linhas que não significam nada. Estou tentando fugir do capacete típico nos dias de hoje, então deve ser algo descolado. É meio artístico de uma maneira moderna.”
Quando perguntado pelo GPToday.net se sua primeira corrida em casa faz sua estreia na Renault mais especial, Ricciardo respondeu:
“Há algo muito legal em começar a temporada em casa. Há mais emoção por trás disso. Para mim, eu gosto de estar na Austrália, ponto final. É um bom país. Tivemos uma grande chance desde Abu Dhabi, foi um longo tempo em que você não compete realmente, então só para competir em casa é legal. E ir agora com uma nova equipe e chegar lá com uma nova equipe é mais empolgação”.