14/01/19

Mercedes terá motor profundamente reformulado em 2019

O jornal italiano Gazzetta dello Sport relata que uma nova unidade de potência “profundamente reformulada” está sendo produzida na sede da Mercedes, em Brixworth, “mantendo pouco” da unidade de 2018.
O jornal afirma que a fábrica alemã vem conseguindo progressos particularmente na área da recuperação de energia, cerca de 12 hp a mais, sem nenhum consumo extra de combustível. Isso apesar de o consumo poder aumentar em 2019, com a FIA dando às equipes 5 kg de combustível a mais por corrida.
No ano passado, a Ferrari fechou a diferença em relação à equipe alemã e a Renault e a Honda também avançaram. Mas o Gazzetta dello Sport relata que uma nova unidade de potência “profundamente redesenhada” está sendo produzida em Brixworth. E informações originadas da Alemanha confirmam que a nova unidade de potência será capaz de produzir mais de 1.000 cavalos de potência de freio.
Anteriormente, o chefe Toto Wolff revelou que a Mercedes havia cometido um erro no projeto de seu motor de 2019.
“Infelizmente, nós tivemos um pequeno contratempo com o motor”, disse ele. “Achamos que o novo conceito nos daria algo a mais, mas o pessoal na fábrica ainda está ambicioso, então me sinto otimista. Saberemos mais quando a temporada começar em Melbourne”.
Mas Toto Wolff está de olho também na parceria entre a Red Bull e a Honda e acha que a equipe austríaca poderia estar fazendo movimentos com seu novo parceiro.
Ele disse ao RaceFans: “Isso mudou e o motor da Honda parece muito poderoso agora. Mas acho que o maior impacto será a nova regulamentação aerodinâmica completa. Nesses novos regulamentos, teremos equipes que não estão no radar hoje. “