03/03/19

Hamilton reclama que os novos pneus são muito duros

Lewis Hamilton reclama que não “tem muitas coisas boas” a dizer sobre os novos compostos da Pirelli para 2019 e também classificou o sistema de identificação dos pneus como “confuso”. O campeão mundial Hamilton postou uma piada nas redes sociais, com seu cachorro Roscoe mordendo um pneu e disse que até o cachorro achou que eles eram “muito duros”.
“É por isso que eu disse que ele concorda comigo, eles são um pouco duros”, disse o piloto da Mercedes ao site Autosport. “Você quer saber se os pneus são bons? Eu realmente não tenho muitas coisas boas para dizer sobre isso, então é melhor não dizer nada. Ao entrarmos no ano, será um desafio. Eles são mais desafiadores neste ano do que no ano passado. E temos todos esses nomes diferentes de pneus – C5, C4, C3, C2 e C1 – o que para mim é ainda mais confuso do que todas as cores que tínhamos. Vamos nos acostumar com isso, e será a norma. Valtteri (Bottas) parece estar gostando de guiar com os pneus e eu vou sentir melhor como eles são. Eu tenho usado mais combustível, então nunca é uma boa sensação, quando você tem mais combustível a bordo. Mas nós estamos todos no mesmo barco e eu vou tentar entendê-los da melhor maneira possível”, diz Hamilton.
O pilot6o britânico afirma que a Pirelli deveria ter optado por um piso mais fino este ano, como em algumas corridas de 2018, apesar de o fabricante de pneus dizer que essa mudança foi feita nesta temporada.
Hamilton comentou que preferiria ter esta temporada com os pneus implementados no último Grande Prémio de Espanha, França e Reino Unido. Esses compostos tinham um piso mais fino.
“No ano passado, os pneus não foram ruins, na verdade, os usados em Silverstone e na França foram muito bons”, disse ele.
A Pirelli, no entanto, insiste que sua linha 2019 é baseada nos pneus mais finos do que os usados às vezes na última campanha.
“Os pneus de 2019 estão com bitola reduzida. Essa é a mesma solução que implementamos em três corridas no ano passado. Portanto, esta é uma vantagem que todos os condutores devem sentir. O piso mais fino protege de bolhas. Reduz o superaquecimento. Isso poderia gerar um pouco mais de granulação, especialmente em condições frias, como no início da manhã ou no final da tarde“, explica Isola.