19/02/19

Leclerc mantém a liderança da Ferrari no 2º dia de treinos

Com o tempo obtido de manhã, de 1m18s246, Charles Leclerc, foi o mais rápido e manteve a liderança da Ferrari no segundo dia de treinos da pré-temporada, no circuito de Montmeló, em Barcelona. A marca, porém, ainda não supera a feita por Sebastian Vettel nesta segunda-feira, 1min18s161.
Sebastian Vettel descreveu sua primeira aparição neste inverno como “quase perfeita”. O companheiro de equipe Charles Leclerc também chegou a uma conclusão semelhante após seu desempenho de estreia no Ferrari SF90. O monegasco seguiu um programa semelhante ao de Vettel no dia anterior. O resultado foi quase idêntico no final. Ambos fizeram suas voltas mais rápidas com o composto médio (C3).
Assim como ontem, a McLaren ficou na segunda posição. Desta vez com o estreante e atual vice-campeão da Fórmula 2 Lando Norris. A três minutos para o fim do treino ele anotou o tempo de 1min18s553 tendo o melhor primeiro setor do dia. Norris passou para trás Kevin Magnussen, que ficou em terceiro lugar com um tempo um pouco melhor que o da manhã, 1min19s206.
O dinamarquês não conseguiu terminar a sessão. Segundo o Twitter oficial da equipe Haas, Magnussen teve um problema de ajuste em seu assento. Com isso, Pietro Fittipaldi (que deveria atuar apenas na quarta e na quinta) andou pela primeira vez nesta pré-temporada. O neto de Emerson Fittipaldi entrou na pista apenas na hora final do treino e teve apenas 30 minutos no carro. Deu somente 13 voltas, com melhor delas com o tempo de 1min21s849, e foi o último entre os 12 pilotos que treinaram hoje.
A Mercedes mais uma vez teve dia discreto, com Valtteri Bottas – que assumiu o W10 nesta tarde – em sexto lugar e Lewis Hamilton caindo para o décimo lugar após ser o sétimo pela manhã. A Red Bull, que hoje teve no volante do novo RB15 o francês Pierre Gasly também não se deu bem. Além de terminar o dia em sétimo, ele acabou a participação da Red Bull mais cedo após errar e bater no final da sessão.
Na Renault, nem tudo correu conforme o planejado. De manhã, Daniel Ricciardo perdeu, em alta velocidade, a aba da asa traseira, o que levou a uma rodada na curva 1. Apenas com uma reação rápida, o australiano impediu o impacto da gangue. Nico Hülkenberg ao volante foi muito melhor à tarde. O alemão não conseguiu, porém, completar sua simulação de corrida por causa do acidente de Gasly. Sem DRS Hulkenberg foi apenas o 8º na classificação.

De manhã, em 73 voltas, ele fez 1m18s247, apenas um décimo de segundo atrás de Sebastian Vettel que liderou os treinos de ontem. O piloto monegasco seguiu programa igual ao parceiro, com vários stints de 10 voltas e com pneus C2 foi 149 milésimos mais rápido do que Vettel. Depois, mudou para o C3 para marcar a sua melhor volta.
O segundo mais rápido da manhã foi Kevin Magnussen, da Haas, que demorou mais de uma hora para ir à pista e só pouco antes do final, com o composto C3, fez 1m19s34. Antonio Giovinazzi, que fez uma estreia impressionante ao volante do Alfa Romeo C38, ocupou a terceira posição, com 1’19 “312, em rodadas longas sem grandes complicações, com o composto C4.
Lando Norris com o MCL34, da McLaren, levou sensores nas primeiras horas para coletar informações e depois fez stints entre 5 e 10 voltas para continuar o desenvolvimento. Marcou 1m19s489 com o composto C2, o segundo mais difícil. O quinto melhor tempo foi de Pierre Gasly, que substituiu Max Verstappen, na Red Bull, e acumulou 69 voltas no total em outro dia sem problemas para o motor Honda.
Daniel Ricciardo conseguiu ser só o sexto, devido a falha na sua asa. O australiano passou uma hora trancado nos boxes, mas conseguiu fazer uma volta de instalação pouco antes do intervalo do almoço, sugerindo que o RS19 estará pronto para participar da sessão da tarde.
Lewis Hamilton terminou em sétimo com a Mercedes, mas não procurou a volta mais rápida a qualquer momento. Com 74 voltas no total, ele foi o piloto que mais se movimentou na manhã. À tarde entregará o volante ao seu parceiro Valtteri Bottas, que assumirá as quatro horas restantes.
Alexander Albon, em um programa de adaptação à Fórmula 1, e Lance Stroll, que com 45 voltas já ultrapassou a quilometragem de Sergio Pérez no primeiro dia, completaram a classificação. .
A manhã teve uma única interrupção por bandeira vermelha, o resultado de uma rodada de Alexander Albon em sua primeira atuação com a Toro Rosso. O indonésio perdeu o controle na aproximação da curva 5 e terminou nos cascalhos. O maior susto do dia, porém, foi de Daniel Ricciardo, que saiu da pista na primeira curva. A parte superior de sua asa traseira se desprendeu na reta principal quando ele ativou o DRS, ele não conseguiu frear bem e terminou na brita, embora tenha evitado o contato com o muro.
A classificação da manhã foi a seguinte:
1 – Leclerc – Ferrari – 1m18s247 (C2) – 73 voltas
2 – Magnussen – Haas – 1m19s234 (C3) – 33
3 – Giovinazzi – Alfa Romeo – 1m19s312(C4) – 62
4 – Norris – McLaren – 1m19s469 (C2) – 53
5 – Gasly – Red Bull – 1m19s814 (C3) – 69
6 – Ricciardo – Renault – 1m19s8899 (C3) _ 28
7 – Hamilton – Mercedes – 1m19s928 (C3) – 74
8 – Albon – Toro Rosso – 1m20s046 (C4) – 61
9 – Stroll – Racing Point – 1m20s433 (C3) – 45