13/01/19

Hamilton troca Mercedes pela Ferrari, em 2020, diz analista

“Lewis Hamilton vai trocar a Mercedes pela Ferrari, quando seu contrato terminar, em 2020”.
A previsão é do comentarista e apresentador da F1 da Sky Sports, ex-piloto e ex-gerente de equipe da F1 e analista da F1 para a Beln Sports do Qatar, Anthony “Tony” Jardine.
Jardine, que trabalhou com a Goodyear, Brabham, McLaren e Lotus na F1, acredita que conversas sobre a potencial mudança de Hamilton para a Ferrari já terão ocorrido e comparou a estrutura da Scuderia à do Manchester United.
Hamilton é contratado pela Mercedes até 2020, e Jardine calcula que seu próximo passo poderá ser para a Ferrari.
“Sim, depois desses dois anos, ele pode terminar sua carreira na Ferrari e fazer um contrato de dois anos com eles, o que seria fantástico”, disse Jardine ao Express Sport.
“Qualquer piloto sempre pensa em dirigir para a Ferrari, porque esse é o sonho. É como o Manchester United do esporte. São as cores vermelhas, é a herança, essa incrível história. “Os pilotos britânicos fizeram muito bem lá.
“Você olha para Hawthorn, olha para Collins, olha para Nigel Mansell e os italianos o amam. Eles adorariam ver o capacete de Lewis Hamilton na Ferrari vermelha, seria absolutamente estupendo. Tenho certeza de que isso está no fundo de sua mente e tenho certeza de que houve discussões no passado.”
No entanto, Jardine acredita que a Ferrari precisará provar que é capaz de competir na frente do grid para que Hamilton se mude, pois a equipe entra em sua 11ª temporada sem o título de construtor.
“Se a Ferrari estiver indo mal, eu não acho que ele iria para lá. A Ferrari teria que estar bem e ser uma boa perspectiva. Mas seria uma ótima maneira para ele terminar sua carreira.”
Enquanto discutem o seu futuro, Hamilton trata de garantir também seu presente. Acaba de comprar, por 36 milhões de dólares, seu segundo apartamento em Nova York, uma cobertura de 600 metros quadrados, com vista para o Rio Hudson.