23/06/19

Hamilton ganha o GP da França, de novo de ponta a ponta

Sem perder a liderança nem mesmo depois de fazer sua única parada para troca de pneus, como no Canadá, Lewis Hamilton venceu de ponta a ponta o GP da França, no circuito de Paul Ricard, em 1h24m31s198. Foi a 6ª vitória da temporada, a 79ª da carreira de 237 corridas e a 2ª no circuito francês do piloto inglês da Mercedes. Valtteri Bottas completou a 63ª dobradinha da equipe alemã, ocupando a segunda posição, a 18s086, do vencedor. Charles Leclerc, da Ferrari, manteve a 3ª posição da largada, a 18s985 de Hamilton. Max Verstappen, da Red Bull, foi o 4º e Sebastian Vettel, da Ferrari, que largou da 7ª posição, terminou em 5º.

A corrida, até monótona, sem nenhum “racha” ou ultrapassagem sensacional, só teve momentos dramáticos nas três voltas finais, quando Leclerc reduziu a diferença para menos de um segundo e ameaçou tomar o lugar de Bottas. E com a manobra bem-sucedida de Vettel para conquistar a volta mais rápida e acrescentar mais um ponto aos 10 da 5ª colocação. Na volta 52, o piloto alemão parou para colocar pneus macios e na volta final foi o mais rápido, com 1m32s740, superando o tempo de 1m32s764, obtido por Hamilton na volta anterior.

Os pneus disponíveis foram o C2, C3 e C4, que corresponderam aos compostos duro, médio e macio, respectivamente. Os primeiros oito carros do grid usaram os médios, com os quais se classificara, enquanto Pierre Gasly e Antonio Giovinazzi, 9º e 10º largaram com pneus macios.

Sob tempo bom, mas muito calor, a larga foi tranquila, com os pilotos mantendo, nos primeiros movimentos a colocação no grid. Só Sergio Perez escapou até a zona vermelha da pista e cortou caminho, o que lhe custou uma punição de 5 segundos. Ainda na primeira volta, porém, Sainz passou por Norris e atacou Verstappen; Gasly passou a 8º e Giovinazzi a 9º, jogando Ricciardo para o 10º lugar. Vettel chegou a ser ameaçado por Gasly, mas manteve a posição. Na volta 5, de asa aberta, o alemão passou por Lando Norris e ocupou o 6º lugar e na 7 chegou ao 5º lugar, ao passar por Sainz, enquanto Raikkonen ultrapassava Giovinazzi, assumindo a 10ª colocação.

Giovinazzi foi o primeiro a parar para troca de pneus e Ricciardo foi o 2º, caindo para a 16ª posição e depois passando a 14º, após superar Pierre Gasly. Na volta 20, os 10 primeiros eram Hamilton, Bottas, Leclerc, Verstappen, Vettel, Raikkonen, Hulkenberg, Stroll, Albon e Sainz. Na volta 21, com a parada de Verstappen, Vettel assumiu o 4º lugar e na 22, subiu para 3º, com a ida de Leclerc aos boxes. Essa situação, porém, só perdurou até a volta 26, quando o piloto da Ferrari fez a sua parada e retornou em 5º.

A partir da 3ª, Hamilton fez uma série de voltas mais rápidas, só superada uma vez por Bottas e outra por Vettel, e manteve sempre uma vantagem folgada sobre o companheiro de equipe. Na volta 40, a diferença já era de 12s e só cresceu daí para a frente, chegando aos 18s86 do final. Na volta 50, a direção de prova implantou segurança virtual, para a retirada de um cone do meio da pista, mas logo, liberou a pista novamente. Na volta 51, Leclerc baixou a vantagem de Bottas para 1s7 e, de asa aberta, pressionou o finlandês até o final da corrida. Na penúltima volta, Vettel parou para colocar pneus macios e teve sucesso na tentativa de obter a volta mais rápida, superando Hamilton no giro seguinte.

Na última volta, Lando Norris que enfrentava problema hidráulico, perdeu 3 posições, superado por Ricciardo na chicane Mistral e por Kimi Raikkonen e Nico Hulkenberg, que também se aproveitaram das suas dificuldades.

A classificação final d o GP da França ficou assim:

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
1º’ Lewis Hamilton Mercedes 1h24m31s198
Valtteri Bottas Mercedes 18s056
Charles Leclerc Ferrari 18s985
Max Verstappen Red Bull 34s605
Sebastian Vettel Ferrari 1mo2s796
Carlos Sainz McLaren 1m35s462
Daniel Ricciardo Renault 1 volta
Kimi Raikkonen Alfa Romeo 1 volta
Nico Hulkenberg Renault 1 volta
10º Lando Norris McLaren 1 volta
11º Pierre Gasly Red Bull 1 volta
12º Sergio Peres Racing Point 1 volta
13º Lance Stroll Racing Point 1 volta
14º Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
15º Alexander Albon Toro Rosso 1 volta
16º Antonio Giovinazzi Alfa Romeo 1 volta
17º Kevin Magnussen Haas 1 volta
18º Robert Kubica Williams 2 voltas
19º George Russel Williams 2 voltas
Não completou
Romain Grosejan Haas 44

Atualização

Depois da corrida, Daniel Ricciardo recebeu duas penalidades de cinco segundos por “sair da pista e levar vantagem” e por “sair da pista e retornar de maneira perigosa, jogando um adversário para fora” e caiu do 7º para o 11º lugar.